0

LG lança 'smart TVs' com sistema webOS a partir de R$ 2.199

As TVs com webOS chegam ao mercado brasileiro com tela de LED da série LB6500 e preços entre R$ 2.199 (39 polegadas) e R$ 9.400 (65 polegadas)

13 jun 2014
15h14
atualizado às 15h30
  • separator
  • 0
  • comentários

A LG apresentou nesta semana ao mercado brasileiro o sistema webOS. A nova aplicação é a grande aposta da empresa sul-coreana para Smart TVs em 2014. Neste ano, 80% dos novos aparelhos Smart que a companhia vai colocar nas prateleiras deverão ter o programa.

<p>A LG ainda deve disponibilizar 150 aplicativos para downloads em seu novo sistema</p>
A LG ainda deve disponibilizar 150 aplicativos para downloads em seu novo sistema
Foto: Facebook / LG Eletronics / Reprodução

Para isso, a LG lançará 11 modelos com o webOS até o fim do ano. Atualmente, as TVs que estão no mercado são com tela de LED da série LB6500 e variam entre R$ 2.199 (39 polegadas) e R$ 9.400 (65 polegadas). Em agosto, modelos com TVs em alta-ultra definição (4K) devem chegar ao mercado com o webOS.

O sistema é simples de usar e roda suavemente com um processador dual core embutido em seu hardware. Ele atua com foco na interação do usuário com as redes sociais, permitindo ao internauta utilizar o conceito da segunda tela (falar nas redes sociais enquanto vê um programa de TV) sem deixar de assistir o programa.

Segundo Rogério Molina, gerente-geral de televisores da LG do Brasil, a ideia do webOS é que ele funcione como um sistema operacional de celular. 

A plataforma é divida em três telas. A primeira permite ao usuário ver os aplicativos abertos, a segunda mostra quais aplicativos podem ser acessados e a terceira, o menu de aplicativos em uma barra de rolagem. Para Molina, este é o grande segredo do webOS.“Quando você clica no botão de menu, naquela barra de rolagem, você consegue customizar”, diz, apontando que os quatro primeiros aplicativos da barra são fixos (como Netflix, LG Store e Youtube). “O resto (os outros apps) você consegue escolher”.

A LG ainda deve disponibilizar 150 aplicativos para downloads em seu novo sistema, além de filmes que podem ser baixados na LG Store, em versões gratuitas e pagas. Molina explica que mesmo com uma vasta quantidade de apps, o foco do LG webOS são o sistema e a navegabilidade.

“Passamos do período que deixamos de brigar pelo aplicativo para brigar pela qualidade de conteúdo na TVs”, afirma Rogério Molina. “Nós criamos uma plataforma que você navega e diz: ‘eu preciso ter isso na minha casa’”.

Outro atrativo do webOS é o seu controle remoto. Ele é pequeno, leve e funciona como um apontador (caneta) laser. Basta mirar para selecionar o app ou atração que deseja assistir. Nele, também é possível acionar a conexão Bluetooth para interagir diretamente pela TV e até ligar funções por comando de voz.

Chama a atenção que esses controles não possuem números, pois eles aparecem como uma aplicação na TV, com o ponteiro selecionado os números dos canais desejados.

Rogério Molina compara o modelo de controle remoto com o modo de captura de movimento, adotado pela rival da LG, a Samsung. “O conceito de movimento você fica minutos tentando captar a mão e não consegue”, diz o executivo. “Tem que ser algo simples para o usuário”.

Guia de TV Guia de TV

Com o crescimento no mercado de Smart TVs e a melhoria na qualidade de rede, o webOS vai migrar também para smartphones, mas não como um sistema e sim como um aplicativo complementar.

“Ele vai migrar para um Android. Essa foi uma finalidade - interagir com o iOS e o Android. É muito mais fácil para adaptar”, afirma Molina.

O gerente da LG aponta que o webOS pode ser usado no futuro para integrar com outros produtos da empresa, como aparelhos de som, geladeira e ar-condicionado. Ele cita, como exemplo, um aplicativo que fez quando trabalhava na concorrência.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade