0

Copa: clientes podem ter que esperar TV por mais de 40 dias

21 mai 2014
08h53
atualizado às 08h54
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Para o diretor de fiscalização do Procon-SP, Márcio Marcucci, há lojas que desestimulam o cliente ao estender o prazo de entrega</p>
Para o diretor de fiscalização do Procon-SP, Márcio Marcucci, há lojas que desestimulam o cliente ao estender o prazo de entrega
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

A menos de 30 dias da Copa do Mundo consumidores podem ficar até 40 dias sem receber TVs e sem assistir o começo do evento. Segundo o jornal Agora, pessoas que não tem ninguém para receber o aparelho em casa podem receber, em alguns casos, o aparelho após 22 de julho - se quiser escolher a data e o horário de entrega.

Das lojas citadas na matéria, o Magazine Luiza afirmou que os prazos de entrega variam com o volume de compras e disponibilidade dos produtos. O Walmart informou que a entrega agendada é de 13 dias úteis. Casas Bahia, Ponto Frio e Extra informam cumprir a lei e que os prazos podem ser estendidos em razão da logística. As Lojas Americanas não comentaram. Embora a lei de entrega implique que as lojas devem oferecer a opção de entrega por turno ( manhã, tarde e noite) as companhias possuem tanto a opção de pronta entrega como agendamento a partir de 22 de julho. O ideal é retirar a TV na loja física, devido o prazo de retirada ser menor – em alguns casos o modelo de TV é liberado em até 24 horas ou retirado no próprio local.

De acordo com o diretor de fiscalização do Procon-SP, Márcio Marcucci, há lojas que desestimulam o cliente ao estender o prazo de entrega. Marcucci ainda afirma que o prazo razoável para entrega é 13 dias úteis. “Se a loja dá quatro dias para entrega do produto em agendamento o prazo não pode ser superior a 17 dias úteis”, afirma.

Sinal ruim? Saiba como melhorar o wi-fi da sua casa Sinal ruim? Saiba como melhorar o wi-fi da sua casa

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade