0

Evento DroneShow 2018 apresenta as últimas novidades em drones e softwares

17 mai 2018
12h38
  • separator
  • comentários

Maior feira de drones da América Latina a DroneShow apresentou em seu primeiro dia de evento as últimas novidades e lançamentos da área.

Com 52 expositores, o evento destacou produtos de reconhecimento facial, resgate na água e de delivery. Confira os destaques.

O drone mais caro do mundo

A empresa Dahua Technology apresentou o drone mais caro já visto, podendo custar mais de R$ 100 mil, contando com sensores e câmera 4K. O valor pode aumentar ainda mais conforme novas tecnologias são acopladas ao veículo.

Os drones da Dahua Technology podem ser usados para resgates de emergência, controle de queimadas em florestas, em bases navais, patrulha florestal, reconhecimento facial, supervisão de trânsito, energia eólica, segurança, entre outras finalidades.

Foto: Canaltech

Drones com reconhecimento facial

Fundada por estudantes da Universidade de Itajubá, a Black Bee Drones também ganhou destaque dos visitantes da feira. Com a ajuda de um aparelho autônomo de filmagem e o uso de algoritmos, o drone é capaz de trabalhar com o reconhecimento facial.

Entre as funcionalidades do veículo também está a resposta a estímulos sonoros. Caíque Duarte, um dos responsáveis pelo projeto, explicou como funciona a novidade:

"Nesse caso, o computador de solo, onde está rodando o sistema, identifica uma frequência específica que dispara algum comando para o drone. Essa aplicação também pode ser usada com drones de segurança que executam uma missão após o sistema identificar o som de um alarme, por exemplo".

Entrega de medicamentos

A empresa SMX apresentou uma solução de delivery com o objetivo de fazer entrega de medicamentos em locais de risco e em situações de emergência. Com um hexacóptero e um programa desenvolvido pela própria companhia, o aparelho pode sobrevoar rotas de 500 metros com velocidade máxima de até 32 km/h a 15 metros de altitude.

Foto: Canaltech

Com a rota pré-programada, é possível acompanhar o trajeto em tempo real com ajuda da câmera acoplada no drone.

Resgate na água

Desenvolvido pela empresa do Rio Grande do Sul SkyDrones, a Guarda CIvil de São Paulo apresentou um drone com sistema de resgate SARtube, que acompanha uma boia autoinflável, software de aproximação e lançamento automático.

Foto: Canaltech

Ao identificar uma vítima de afogamento, os drones com boias acopladas vão até o local em que a vítima se encontra, soltando as boias para que a pessoa se apoie até a chegada do resgate humano.

A DroneShow chega ao fim nesta quinta-feira (17) em São Paulo.

Canaltech Canaltech

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade