3 eventos ao vivo

Avaliação do IPO do WeWork pode ficar abaixo de US$20 bi

10 set 2019
13h17
atualizado às 13h26
  • separator
  • 0
  • comentários

A We Company, controladora da WeWork, está considerando reduzir a avaliação de seu IPO para menos de 20 bilhões de dólares, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto, se tornando o mais recente revés na estratégia de investimento do SoftBank Group após fracas estreias das ações de Uber e Slack.

08/01/2019
REUTERS/Brendan McDermid/File Photo - RC13307B0780
08/01/2019 REUTERS/Brendan McDermid/File Photo - RC13307B0780
Foto: Reuters

A We esperava estar em posição para iniciar a promoção da oferta pública inicial (IPO) junto a investidores ainda nesta semana, mas agora pode esperar até segunda-feira da próxima semana, disse uma fonte.

A avaliação da deficitária startup de escritórios compartilhados pode ser de 15 bilhões a 18 bilhões de dólares, disse uma das fontes com conhecimento direto do assunto, cerca de um terço dos 47 bilhões de dólares que a We Company exibiu quando o Softbank fez um investimento adicional na empresa.

O SoftBank, cujo Vision Fund de 100 bilhões de dólares é amplamente visto como tendo contribuído para impulsionar grandes IPOs de empresas de tecnologia, insistiu para We Company arquivar o IPO devido à demanda morna dos investidores, informou o Financial Times.

No entanto, tendo queimado 2,36 bilhões de dólares no primeiro semestre do ano, a We Company precisa de uma nova injeção de recursos, mas o SoftBank até agora tem se mostrado relutante em investir mais na empresa. O grupo japonês já aportou mais de 10 bilhões de dólares na companhia desde 2017.

Dado isso, a We "pode não ter escolha a não ser avançar com o IPO em uma avaliação muito inferior à prevista", disse uma das fontes.

Além da importância da abertura de capital da We Company, estão os 6 bilhões de dólares em compromissos bancários firmados em agosto, que dependem da captação de pelo menos 3 bilhões de dólares no IPO ou de investidores diretos como o Softbank.

O SoftBank se recusou a comentar. A We Company também não se manifestou durante o período de silêncio antes do IPO.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade