0

Amazon envia R$ 383 milhões à conta dos usuários de e-books

Compradores de e-books das editoras Hachette, Macmillan, HapersCollins, Simon & Schuster e a Penguin, podem receber uma parte do valor da compra original

26 mar 2014
09h01
atualizado às 09h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>O dinheiro é fruto de um processo e está sendo enviado automaticamente à conta dos usuários da Amazon</p>
O dinheiro é fruto de um processo e está sendo enviado automaticamente à conta dos usuários da Amazon
Foto: Divulgação

A Amazon está enviando US$ 166 milhões (R$ 383 milhões) aos compradores de e-books adquiridos no site da empresa. Segundo o Huffington Post usuários estão recebendo um e-mail da empresa de Jeff Bezos afirmando que “uma nova quantia” está em crédito na conta dos usuários da Amazon; a devolução do dinheiro é na verdade um retorno pago pelas editoras americanas, que perderam um processo na Justiça ao inflar o preço dos e-books em favor da iPad.

De acordo com o processo, a Apple e as editoras Hachette, Macmillan, HapersCollins, Simon & Schuster e a Penguin conspiraram para aumentar os preços dos livros digitais em 2010, antes do lançamento do iPad em 3 de abril de 2010. A finalidade das empresas era disputar com a Amazon, que estava abaixando os preços para incentivar as pessoas a comprar o Kindle.

Com isso, qualquer pessoa que comprou um ou mais e-books das cinco editoras, entre 1 de abril de 2010 e 21 de maio de 2012, pode receber uma parte do valor da compra original. O dinheiro é enviado automaticamente à conta dos usuários da Amazon.

Veja também:

Big Techs fecham acordos milionários para encerrar processos
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade