Presidente de Portugal reconhece culpa do país por escravidão e fala em 'pagar custos'

24 abr 2024 - 14h45
Compartilhar

Presidente de Portugal reconhece culpa do país por escravidão na era colonial e fala em 'pagar custos'. Marcelo Rebelo de Sousa, disse na terça-feira, 23, que Portugal foi responsável por crimes cometidos durante a escravidão transatlântica e a era colonial, segundo a Reuters. "Temos que pagar os custos, há ações que não foram punidas? Há bens que foram saqueados e não foram devolvidos? Vamos ver como podemos reparar isso", afirmou. Durante mais de quatro séculos, pelo menos 12,5 milhões de africanos foram sequestrados, transportados à força por longas distâncias e vendidos como escravos. Portugal traficou quase 6 milhões de africanos, mais do que qualquer outra nação europeia, mas até agora não conseguiu confrontar seu passado. Rebelo de Sousa disse em 2023 que Portugal deveria se desculpar pela escravidão transatlântica e pelo colonialismo, mas não chegou a pedir desculpas completas. Já nesta terça-feira, ele disse que reconhecer o passado e assumir a responsabilidade por ele era mais importante do que pedir desculpas, informou a Reuters.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade