PUBLICIDADE

Mundo

UE condena fascismo de jovens do partido de Giorgia Meloni

Reportagem denunciou práticas de militantes do Irmãos da Itália

17 jun 2024 - 19h03
(atualizado em 28/6/2024 às 12h51)
Compartilhar
Exibir comentários

O Poder Executivo da União Europeia criticou nesta segunda-feira (17) vídeos da ala jovem da legenda de direita Irmãos da Itália (FdI), da premiê italiana Giorgia Meloni, em que integrantes realizam a saudação romana e entoam coros fascistas e em homenagem ao ditador Benito Mussolini.

    "O ponto de vista da Comissão Europeia e da presidente Ursula von der Leyen sobre a simbologia do fascismo é muito claro: não acreditamos que seja apropriada, condenamos, acreditamos que é moralmente errada. Somos muito claros sobre isso", disse o porta-voz do Executivo europeu, Eric Mamer.

    A fala repercutiu uma reportagem publicada pelo portal Fanpage, que apontou que a sigla de Meloni financiou a "Gioventù Nazionale" (Juventude Nacional) com 342 mil euros para difundir os valores do partido.

    Na matéria, uma repórter se infiltrou entre os jovens e documentou os relatos, as relações e as ações do grupo. Ela interagiu com integrantes que tocaram em assuntos como suásticas e outras simbologias nazifascistas, falaram sobre seus antepassados fascistas e deram declarações racistas e homofóbicas.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade