0

Secretário de Estado dos EUA encontra tropas e autoridades no Iraque

9 jan 2019
12h01
  • separator
  • 0
  • comentários

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, encontrou tropas dos Estados Unidos e líderes políticos no Iraque, nesta quarta-feira, para tranquilizá-los sobre a retirada militar dos EUA da Síria e adverti-los de que o Irã permanece sendo uma ameaça à segurança regional.

Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e presidente do Iraque, Barham Saleh, em Bagdá 09/01/2019  Andrew Caballero-Reynolds/Pool via REUTERS
Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e presidente do Iraque, Barham Saleh, em Bagdá 09/01/2019 Andrew Caballero-Reynolds/Pool via REUTERS
Foto: Reuters

A visita, que só foi confirmada pelo Departamento de Estado depois que Pompeo deixou Bagdá, aconteceu no segundo dia de sua viagem pelo Oriente Médio, que também inclui paradas na Jordânia, Egito, Barein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Kuweit e Omã.

A viagem acontece após um aumento das tensões entre os Estados Unidos e o Irã depois que o governo Trump restaurou sanções contra Teerã e tem tentado mobilizar aliados árabes para conter a influência iraniana, que tem crescido particularmente no Iraque, Síria e Líbano nos últimos anos.

Em Bagdá, Pompeo se reuniu com o primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul Mahdi, com o ministro de Relações Exteriores, Mohammed al-Hakim, com o presidente do Parlamento, Mohammed al-Halbousi, e com o presidente iraquiano, Barham Salih.

Durante a reunião com Abdul Mahdi, Pompeo disse estar "muito feliz em estar aqui", acrescentando que o "momento é bom", de acordo com a mídia norte-americana.

Segundo comunicado do Departamento de Estado, Pompeo "enfatizou o compromisso dos EUA com a soberania do Iraque... discutiu a recente derrota territorial do Estado Islâmico na Síria, e a continuidade de nossa cooperação com as Forças de Segurança Iraquianas", durante a reunião com Abdul Mahdi.

A visita de Pompeo acontece após o abrupto anúncio feito por Trump no mês passado de que os Estados Unidos irão remover todas os 2 mil soldados norte-americanos presentes na Síria, causando preocupação entre aliados dos EUA na região.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade