PUBLICIDADE

Mundo

Putin elogia o Vietnã por posição em relação à Ucrânia

19 jun 2024 - 14h00
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente russo, Vladimir Putin, elogiou o Vietnã por sua postura "equilibrada" na guerra da Ucrânia e listou o progresso em pagamentos, energia e comércio entre os dois países em um artigo de opinião publicado nesta quarta-feira no jornal do Partido Comunista do Vietnã.

No artigo programado para a visita de Estado de Putin ao Vietnã, ele aplaudiu o país governado pelos comunistas do Sudeste Asiático por apoiar "uma maneira pragmática de resolver a crise" na Ucrânia, em comentários publicados no jornal Nhan Dan.

O Vietnã, que oficialmente segue uma política externa neutra em suas relações com as principais potências mundiais, absteve-se de condenar o ataque da Rússia à Ucrânia, posição que países ocidentais encararam como próxima do Kremlin.

Putin deve chegar a Hanói durante a noite, após uma viagem à Coreia do Norte, e planeja se reunir com líderes vietnamitas na quinta-feira.

Em sua primeira visita ao Vietnã desde 2017, quando participou de uma cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), o líder russo disse que a Rússia e o Vietnã também compartilham "avaliações semelhantes da situação na região da Ásia-Pacífico".

A posição do Vietnã sobre o Mar do Sul da China difere da posição da China, que reivindica a hidrovia estratégica quase inteiramente como sua, incluindo campos de gás e petróleo na Zona Econômica Exclusiva do Vietnã, onde empresas russas extraem petróleo e gás.

ENERGIA E PAGAMENTOS

Putin disse que a energia é "uma área de importância estratégica na cooperação bilateral".

A Gazprom  opera campos de gás no Vietnã, e a empresa russa de energia Novatek "planeja lançar projetos de gás natural liquefeito (GNL) no Vietnã", disse Putin sem entrar em detalhes.

Ele também citou uma iniciativa "para estabelecer um centro de ciência e tecnologia nuclear no Vietnã" com o apoio da Rosatom, a gigante estatal russa de energia nuclear.

Há cerca de uma década, o Vietnã suspendeu um plano de desenvolvimento de uma usina nuclear e não está claro se pretende reconsiderar essa posição. A Coreia do Sul e o Canadá estão entre os países que propuseram opções de energia nuclear ao Vietnã, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

Putin também elogiou o progresso em finanças e comércio.

A liquidação dos pagamentos entre os dois países tornou-se complexa devido às sanções ocidentais aos bancos russos, e a questão tem sido uma prioridade nas reuniões bilaterais, segundo as autoridades.

Historicamente, o Vietnã é um grande importador de armas russas.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade