PUBLICIDADE

Mundo

Os hospitais secretos onde criminosos ganham novos rostos para escapar da polícia

"Por fora parecem clínicas normais, mas quando você entra, fica chocado com o tipo de tecnologia que possuem", disse um dos investigadores.

9 jul 2024 - 16h18
Compartilhar
Exibir comentários
Autoridades encontraram material médico nas clínicas ilegais
Autoridades encontraram material médico nas clínicas ilegais
Foto: Governo das Filipinas / BBC News Brasil

Hospitais clandestinos nas Filipinas oferecem serviços de cirurgia plástica a fugitivos e pessoas que trabalham em centros de golpes para ajudá-los a escapar da polícia, dizem as autoridades.

Dois desses hospitais ilegais devem ser fechados "nas próximas semanas", depois de a polícia ter invadido um deles nos subúrbios do sul da capital Manila, em maio, disse um porta-voz da polícia à BBC.

Ferramentas de transplante de cabelo, implantes dentários e soro intravenoso para clareamento da pele foram apreendidos no hospital em Pasay City há dois meses.

"É possível criar uma pessoa inteiramente nova a partir deles", disse Winston John Casio, porta-voz da Comissão Presidencial Anticrime Organizado (PAOCC).

Acredita-se que os dois hospitais ilegais sob vigilância sejam quatro vezes maiores que o de Pasay, disseram as autoridades.

Seus clientes supostamente incluem cassinos online, que trabalham ilegalmente nas Filipinas, disse Casio.

Cassinos online

Os cassinos online ou Pogos (Operações de Jogos Online nas Filipinas) atendem jogadores na China continental, onde o jogo também é ilegal.

Mas a polícia diz que os Pogos têm sido usados como cobertura para outras atividades criminosas, como golpes telefônicos e tráfico de pessoas.

Três médicos — dois do Vietnã e um da China — um farmacêutico chinês e uma enfermeira vietnamita foram presos na operação no Pasay, nenhum dos quais tinha licença para trabalhar nas Filipinas.

As autoridades também encontraram uma máquina de hemodiálise, sugerindo que o local, que tinha cerca de 400 metros quadrados, oferecia diversos tratamentos médicos além de cirurgia plástica.

"Por fora parecem clínicas normais, mas quando você entra, fica chocado com o tipo de tecnologia que possuem", disse Casio.

"Esses hospitais de Pogo não pedem os cartões de identificação adequados... Você pode ser um fugitivo ou um estrangeiro ilegal nas Filipinas", disse ele.

As autoridades foram informadas sobre a existência de um hospital ilegal na cidade de Pasay.

Os cassinos ilegais floresceram sob o governo do ex-presidente Rodrigo Duterte, que buscou laços amistosos com a China durante seu mandato de seis anos, que terminou em 2022.

No entanto, seu sucessor, Ferdinand Marcos Jr, montou uma repressão contra os cassinos, citando suas ligações criminosas.

"O presidente não quer que as Filipinas sejam retratadas como um 'centro de fraudes' e nos deu uma diretriz para combater 'fazendas' de golpes porque eles têm como alvo um grande número de pessoas de todo o mundo", disse Casio.

Em dezembro de 2022, as autoridades de imigração prenderam um suposto membro da máfia chinesa que supostamente foi submetido a uma cirurgia plástica para evitar a detecção. Esses casos podem estar ligados aos hospitais subterrâneos, disse Casio.

A prefeita de uma pacata cidade ao norte da capital, Alice Guo, sofreu um ataque depois que um centro de cassinos online foi invadido perto de seu escritório.

Ela também foi acusada de ser espiã da China depois que as autoridades questionaram seus registros de nascimento.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade