0

Itália proíbe viagens de Kosovo, Montenegro e Sérvia

Países se juntam a outros 13 considerados "de risco"

16 jul 2020
07h59
atualizado às 08h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governo da Itália proibiu nesta quinta-feira (16) a entrada no país de pessoas que tenham transitado por Kosovo, Montenegro e Sérvia nos 14 dias anteriores à viagem.

Protestos contra medidas restritivas para combater pandemia em Belgrado, na Sérvia
Protestos contra medidas restritivas para combater pandemia em Belgrado, na Sérvia
Foto: EPA / Ansa - Brasil

As três nações balcânicas se juntam às outras 13 cujos residentes estão impedidos de viajar à Itália devido à pandemia do novo coronavírus: Armênia, Bahrein, Bangladesh, Bósnia-Herzegovina, Brasil, Chile, Kuwait, Macedônia do Norte, Moldávia, Omã, Panamá, Peru e República Dominicana.

"Assinei uma nova ordem que acrescenta Sérvia, Montenegro e Kosovo à lista dos países de risco", anunciou o ministro da Saúde, Roberto Speranza, em sua página no Facebook. Não há prazo para o fim da proibição, e a lista será atualizada constantemente pelo governo italiano.

"A epidemia no mundo está em sua fase mais dura. Precisamos ter máxima prudência para defender os progressos que fizemos até agora", ressaltou Speranza. O ministro também determinou o bloqueio de quaisquer meios de transporte provenientes de Kosovo (5.237 casos e 112 mortes), Montenegro (1.287 casos e 24 mortes) e Sérvia (19.334 casos e 429 mortes), assim como já havia feito para os outros 13 países.

A única exceção para a proibição vale para cidadãos da União Europeia com residência fixa na Itália e seus parentes próximos, mas essas pessoas precisam cumprir quarentena obrigatória de 14 dias ao retornar ao país.

A Itália chegou a ser a nação mais atingida pela pandemia de coronavírus, mas conseguiu controlar a crise sanitária e vem registrando cerca de 200 casos novos por dia nas últimas semanas, muitos deles importados de outras nações, inclusive dos Bálcãs, onde a curva epidemiológica está em fase ascendente.

O país tem agora 243.506 contágios e 34.997 vítimas.

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade