PUBLICIDADE

Homem armado invade supermercado e mata ao menos oito em Buffalo, nos EUA

Segundo funcionários, atirador entrou no local com um rifle automático e abriu fogo contra as pessoas

14 mai 2022 18h44
ver comentários
Publicidade
Detalhes sobre o número de pessoas baleadas no Tops Friendly Market e suas condições ainda não foram informados pelas autoridades
Detalhes sobre o número de pessoas baleadas no Tops Friendly Market e suas condições ainda não foram informados pelas autoridades
Foto: Reprodução/ Twitter: @NewsAf24

Pelo menos 8 pessoas morreram na tarde deste sábado, 14, depois que um homem invadiu um supermercado em Buffalo, no Estado de Nova York, e atirou contra as pessoas, disseram autoridades policiais à Associated Press.

Detalhes sobre o número de pessoas baleadas no Tops Friendly Market e suas condições ainda não foram informados pelas autoridades. A polícia de Buffalo disse no início da tarde de sábado que o suposto atirador, que não foi identificado, estava preso.

O atirador entrou no supermercado com um rifle e abriu fogo, disseram dois funcionários ouvidos pela AP em condição de anonimato. Os investigadores acreditam que o homem poderia estar transmitindo ao vivo o ataque. A polícia investiga se ele havia postado um manifesto online, disse a autoridade. Policiais e um porta-voz da rede de supermercados não responderam imediatamente às mensagens da AP pedindo comentários.

O funcionário do supermercado alertou que a polícia ainda não tem a identificação do atirador, nem sabe quais seriam suas motivações.

O supermercado fica em um bairro predominantemente negro, cerca de 5 km ao norte do centro de Buffalo. A área ao redor é principalmente residencial, com um quartel do corpo de bombeiros perto da loja.

Testemunhas relataram que o atirador estava vestindo roupas de estilo militar e colete à prova de balas, disse um dos oficiais. O Departamento de polícia de Buffalo alertou em sua conta no Twitter sobre o ataque.

Braedyn Kephart e Shane Hill, ambos com 20 anos, entraram no estacionamento no momento em que o atirador estava saindo. Eles o descreveram como um homem branco jovem, com vinte e poucos anos, vestindo camuflagem completa, um capacete preto e o que parecia ser um rifle automático.

"Ele estava lá com a arma apontada para o queixo. Pensamos, o que diabos está acontecendo? Por que esse garoto tem uma arma apontada para o rosto?" Kephart disse. Ele caiu de joelhos. "Ele arrancou o capacete, largou a arma e foi abordado pela polícia."

A polícia fechou o quarteirão e cercava todo o estacionamento. O prefeito Byron Brown e o chefe de polícia do condado, Mark Poloncarz, estavam no local no final da tarde de sábado, reunidos em um estacionamento do outro lado da rua da loja Tops e esperavam falar à mídia.

A governadora Kathy Hochul escreveu em sua conta no Twitter que estava "monitorando de perto o ataque à tiros em uma mercearia em Buffalo", sua cidade natal. Ela disse que as autoridades estaduais ofereceram ajuda às autoridades locais.

O ataque a tiros ocorre pouco mais de um ano após um ataque em março de 2021 a um supermercado King Soopers em Boulder, no Colorado, que matou 10 pessoas. Os investigadores não divulgaram nenhuma informação sobre por que eles acreditam que o homem acusado no ataque tinha como alvo o supermercado. / AP e REUTERS

 

Estadão
Publicidade
Publicidade