0

Furacão Florence ameaça inundar estados inteiros nos EUA

Olho do furacão tocou o solo na manhã desta sexta (14) em Carolina do Carolina do Norte, com ventos contínuos de 150 km/h

14 set 2018
11h04
atualizado às 11h19
  • separator
  • comentários

O furacão Florence chegou aos estados norte-americanos da Carolina do Norte e Carolina do Sul na forma de uma tempestade gigante e lenta nesta sexta-feira (14), causando enchentes e deixando pessoas à espera de resgate por causa da elevação das águas, além de centenas de milhares sem energia.

Alagamento em Belhaven, na Carolina do Norte, em imagem congelada de vídeo obtido das mídias sociais 14/09/2018 Cortesia de Ben Johnson/via Reuters
Alagamento em Belhaven, na Carolina do Norte, em imagem congelada de vídeo obtido das mídias sociais 14/09/2018 Cortesia de Ben Johnson/via Reuters
Foto: Reuters

O olho do furacão tocou o solo perto das 7h15 (horário local) próximo de Wrightsville Beach, nas proximidades de Wilmington, na Carolina do Norte, com ventos contínuos de 150 km/h, disse o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC).

O governador da Carolina do Norte, Roy Cooper, disse que o Florence deve cobrir quase todo o Estado com vários metros de água.

Brandon Locklear, meteorologista do Serviço Nacional do Clima, previu que o Florence provocará o equivalente a oito meses de chuva em dois ou três dias.

Não surgiram relatos imediatos de mortos ou feridos graves ligados à tempestade, mas autoridades disseram que mais de 100 pessoas foram resgatadas em New Bern, cidade de 30 mil habitantes mais ao norte cujo centro está debaixo d'água.

"Estamos chegando para pegar vocês", disseram autoridades municipais de New Bern no Twitter. "Vocês podem ter que ir para o segundo andar, ou o sótão, mas estamos chegando para pegar vocês".

Parque inundado em consequência do furacão Florence em New Bern, na Carolina do Norte 13/09/2018
Parque inundado em consequência do furacão Florence em New Bern, na Carolina do Norte 13/09/2018
Foto: Eduardo Munoz / Reuters

Mais de 60 pessoas, inclusive muitas crianças e animais de estimação, foram retiradas de um hotel de Jacksonville, na Carolina do Norte, depois que ventos fortes causaram a queda de partes do telhado, relataram autoridades locais, mas ninguém ficou ferido.

Mais de 370 mil pessoas estavam sem eletricidade na Carolina do Norte na manhã desta sexta-feira, segundo autoridades estaduais. Prestadoras de serviço disseram que milhões devem ficar sem energia e que a restauração do serviço pode levar semanas.

Cerca de 10 milhões de pessoas podem ser afetadas pela tempestade e mais de 1 milhão foram obrigadas a se retirar dos litorais das Carolinas e da Virgínia. Quase 20 mil pessoas se refugiaram em 157 centros de emergência, informou Cooper. O governador da Carolina do Sul, Henry McMaster, disse que a chuva forte pode causar deslizamentos de terra no oeste do Estado.

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade