1 evento ao vivo

EUA espera firmar acordo de paz com o Talibã em 2019

Enviado de Donald Trump afirmou que é possível chegar a um acordo até abril para encerrar guerra de 17 anos no país.

18 nov 2018
17h00
atualizado às 17h12
  • separator
  • 0
  • comentários

O enviado especial dos Estados Unidos ao Afeganistão espera consolidar um acordo de paz com os insurgentes do Talibã até abril de 2019, disse a imprensa local neste domingo.

Zalmay Khalilzad, que está em Cabul para comandar negociações entre os EUA, o Talibã e o governo afegão, afirmou a jornalistas esperar que "um acordo de paz seja alcançado antes de 20 de abril do ano que vem", quando o Afeganistão planeja realizar uma eleição presidencial.

Afeganistão viveu dia violento nesta segunda-feira (12).
Afeganistão viveu dia violento nesta segunda-feira (12).
Foto: EPA / Ansa

O diplomata norte-americano nascido no Afeganistão disse continuar "cautelosamente otimista" sobre as negociações de paz.

Khalilzad, escolhido pelo governo Donald Trump para as negociações diretas com o Talibã, se reuniu com os líderes do grupo radical islâmico no Catar no mês passado para encontrar uma maneira de terminar com a guerra de 17 anos no Afeganistão.

Neste domingo (18/11), ele declarou que o objetivo das negociações era "um Afeganistão exitoso e pacífico, um país que não represente mais ameaças para si mesmo e para a comunidade internacional".

O porta-voz do Talibã não estava disponível de imediato para comentar o tema, mas dois importantes líderes do grupo, falando sob a condição de anonimato, afirmaram que o Talibã vai apresentar um novo conjunto de exigências a Khalilzad.

Os insurgentes, que lutam para expulsar forças estrangeiras e derrotar o governo do país, apoiado pelo Ocidente, apresentaram exigências no mês passado a Khalilzad que incluíam um cronograma para a retirada das tropas norte-americanas e a libertação de representantes do Talibã presos.

Nenhuma data foi anunciada para outra rodada de negociações, mas Khalilzad disse que o Talibã "poderia fazer mudanças adicionais na sua equipe de negociação".

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade