3 eventos ao vivo

EUA acusa britânico de invadir site da NSA e do exército

28 out 2013
14h48
atualizado às 14h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Um júri de Nova Jersey, no sul dos Estados Unidos, acusou um cidadão britânico de ter se infiltrado ilegalmente no sistema informático do Exército, da Agência de Segurança Nacional (NSA) e de outras agências americanas, informou nesta segunda-feira o Departamento de Justiça. Lauri Love, de 28 anos e originário de Stradishall, Inglaterra, também foi acusado de conspiração, segundo o comunicado.

Funcionários americanos informaram que a polícia britânica prendeu Love em sua casa na sexta-feira passada. Segundo a acusação, Love e outros invadiram milhares de sistemas informáticos entre outubro de 2012 e outubro de 2013. Uma vez no interior dos sistemas, realizavam operações que lhes permitiam voltar a estes computadores mais tarde para roubar informações confidenciais.

Os dados roubados incluíam a identificação pessoal de funcionários do serviço militar. Este tipo de intrusões "apresenta riscos significativos à segurança nacional e a nossas operações militares", disse Daniel Andres, diretor do Comando de Investigação Criminal do Exército.

Segundo a declaração, os hackers queriam "roubar grandes quantidades de informação privada" com o objetivo de "afetar operações e infraestruturas do governo dos Estados Unidos". Os promotores disseram que os ataques causaram danos no valor de milhões de dólares, mas não forneceram mais detalhes.

Outra demanda contra Love está pendente no estado da Virgínia, no leste americano, disse o departamento de Justiça.

<a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/infograficos/hackers-famosos/" href="http://www.terra.com.br/noticias/tecnologia/infograficos/hackers-famosos/">Hacker: Jogo da memória hacker</a>
AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade