0

EI assume autoria de massacre em Orlando

12 jun 2016
16h22
atualizado às 17h31
  • separator
  • comentários

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu neste domingo a autoria do massacre em uma boate gay de Orlando, no estado da Flórida (EUA) que deixou pelo menos 50 mortos e 53 feridos, informou a agência de notícias "Amaq", ligada aos jihadistas.

Suspeito do ataque foi identificado como Omar Mateen
Suspeito do ataque foi identificado como Omar Mateen
Foto: CBS / BBCBrasil.com

"O ataque armado cometido em uma boate de homossexuais na cidade de Orlando, no Estado americano da Flórida (...) foi cometido por um combatente do Estado Islâmico", afirmou a "Amaq" em comunicado.

Esta ação, que começou por volta das 2h (hora local; 3h de Brasília), foi o pior ataque a tiros na história dos Estados Unidos.

O suposto responsável pelo ataque, um cidadão americano de origem afegã identificado como Omar Mateen, usou um fuzil de assalto e uma pistola. Ele se trancou com reféns na boate Pulse, frequentada por homossexuais, e abriu fogo indiscriminadamente até ser morto pela Polícia.

Segundo a rede de televisão "NBC News", pouco antes de iniciar o tiroteio, Mateen ligou para o serviço de emergências 911 e declarou lealdade Estado Islâmico (EI).

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, classificou o ataque como "ato de terrorismo e ódio".

Mãe relata desespero em busca por filho após tiroteio em boate gay de Orlando

 

EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade