1 evento ao vivo

Deputados de Hong Kong se agridem por causa de projeto

Embate foi entre parlamentares pró-democracia e leais à China devido a um projeto de lei de extradição que prevê mais poder para Pequim

11 mai 2019
12h49
atualizado às 14h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O embate físico tomou conta do legislativo de Hong Kong neste sábado, em um confronto entre parlamentares pró-democracia e aqueles leais à China, devido a um projeto de lei de extradição que prevê mais poder para Pequim sobre o centro financeiro.

Uma pessoa precisou ser levada ao hospital.

Parlamentares entraram em confronto físico em Hong Kong
Parlamentares entraram em confronto físico em Hong Kong
Foto: James Pomfret / Reuters

A antiga colônia britânica tenta aprovar regras que permitam extraditar da cidade para outros países, incluindo a China, pessoas acusadas de crimes, incluindo estrangeiros, sem a necessidade de acordos prévios de extradição.

Os opositores da medida temem que a lei reduza os direitos civis e as proteções legais no centro financeiro, que foram garantidas quando a cidade voltou para os chineses, em 1997.

Os ânimos afloraram quando deputados pró-democracia e outros da maioria pró-Pequim tentaram realizar audiências separadas sobre o projeto. Os democratas disseram que os pró-China violaram as regras ao formar sua própria comissão para tentar forçar a aprovação da lei.

Os parlamentares subiram nas mesas, trocaram insultos e pularam uns sobre os outros enquanto os seguranças tentavam manter a ordem.

Um deputado pró-democracia, Gary Fan, teve uma dura queda e teve de ser levado numa maca para o hospital. Diversos deputados pró-Pequim também caíram, e um precisou colocar uma tipoia.

Parlamentares entraram em confronto físico em Hong Kong
Parlamentares entraram em confronto físico em Hong Kong
Foto: James Pomfret / Reuters

"É um dia triste para Hong Kong", disse a deputada Elizabeth Quat. "Nós rimos da (briga na) legislatura em Taiwan no passado, mas Hong Kong é ainda pior".

O projeto de lei é o mais recente foco de atenção para a população de Hong Kong preocupada com o poder de Pequim sobre a cidade, que teve como promessa um alto grau de autonomia sob a fórmula "um país, dois sistemas", criada na época do retorno ao jugo chinês.

Mais de 130 mil manifestantes contrários à lei protestaram contra o projeto há duas semanas, enquanto outros milhares se concentraram em frente ao parlamento na sexta-feira à noite, exigindo um recuo na tramitação.

Até mesmo a normalmente conservadora comunidade de negócios de Hong Kong se posicionou contra a lei. A Câmara Internacional de Comércio disse que o projeto possui "grandes inadequações".

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade