PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mundo

Biden e Trump chegam a acordo para debate presidencial em 27 de junho

15 mai 2024 - 13h09
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e seu rival republicano nas eleições presidenciais de novembro, Donald Trump, disseram nesta quarta-feira que aceitarão um convite da CNN para um debate em 27 de junho.

Os anúncios foram feitos depois que Biden expôs pela primeira vez seus termos para enfrentar o ex-presidente em rede nacional.

Biden convocou seu oponente para participar de dois debates televisionados em junho e setembro, uma oferta que Trump aceitou por meio de uma publicação em sua plataforma Truth Social.

O ex-presidente recomendou mais de dois debates -- e em um local muito grande "para fins de empolgação".

Biden disse que aceitou o convite para um debate em junho na CNN, e a Fox News informou que Trump disse que pretende fazer o mesmo. "Eu estarei lá", disse Trump, segundo a Fox.

A proposta de Biden, a primeira oferta formal de sua campanha, abandonou a tradição de décadas de três debates para as eleições presidenciais e exigiu negociações diretas entre as campanhas de ambos sobre as regras, os apresentadores e os moderadores. Ele também propôs um debate separado entre os candidatos a vice-presidente, em julho, após a Convenção Nacional Republicana.

A iniciativa de Biden mostra que ele está disposto a correr alguns riscos calculados para aumentar seus números nas pesquisas de opinião em uma disputa em que está atrás de Trump atualmente nos Estados mais decisivos para o pleito, uma vez que os eleitores continuam preocupados com sua idade e com a maneira como ele lida com a economia.

"Donald Trump perdeu dois debates para mim em 2020. Desde então, ele não apareceu para um debate", disse Biden em uma mensagem de vídeo postada na rede social X. "Agora ele está agindo como se quisesse debater comigo novamente. Faça meu dia, amigo. Vou até fazer isso duas vezes."

Trump respondeu a Biden chamando-o de "o pior debatedor" que ele já enfrentou. "Estou pronto e disposto a debater com Joe nas duas ocasiões propostas em junho e setembro", postou ele.

"Eu recomendaria enfaticamente mais de dois debates e, para fins de empolgação, um local muito grande, embora Biden supostamente tenha medo de multidões -- isso é apenas porque ele não as recebe", acrescentou Trump.

Trump, que se recusou a debater com seus rivais nas primárias republicanas, tem desafiado Biden nas últimas semanas a se envolver em um confronto individual com ele, oferecendo-se para debater com o democrata "a qualquer hora, em qualquer lugar".

No vídeo, Biden também mencionou os problemas de Trump com a Justiça, fazendo referência aos intervalos semanais às quartas-feiras no julgamento de Trump sobre suborno em Nova York.

"Então vamos escolher as datas, Donald. Ouvi dizer que você está livre às quartas-feiras", disse Biden.

A equipe de Biden também solicitou que apenas as emissoras que sediaram os debates das primárias republicanas em 2016 e os debates das primárias democratas em 2020 fossem elegíveis para sediar o encontro deste ano. Apenas quatro redes organizaram debates para ambos os partidos durante esses ciclos eleitorais: CNN, Telemundo, CBS News e ABC News.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade