PUBLICIDADE

Sarney, Collor, FHC e Lula irão com Dilma a funeral de Nelson Mandela

Os funerais se prolongarão até 15 de dezembro, quando o ex-presidente sul-africano será sepultado em Qunu; esta será a primeira vez que todos os ex-presidentes brasileiros participarão juntos de um ato internacional

7 dez 2013 14h49
| atualizado às 15h13
ver comentários
Publicidade

A presidente Dilma Rousseff convidou seus antecessores para acompanhá-la em uma viagem a Johanesburgo para assistir aos atos de solenidade previstos em homenagem a Nelson Mandela, que morreu aos 95 anos na quinta-feira. Os ex-presidentes - José Sarney (1985-1990), Fernando Collor (1990-1992), Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) - "foram convidados e aceitaram acompanhar a presidente aos funerais de Mandela", informou a presidência em seu blog.

A comitiva embarcará no avião presidencial na segunda-feira no Rio de Janeiro, onde Dilma participará do primeiro encontro latino-americano do Clinton Global Initiative (CGI), promovido pelo ex-presidente americano Bill Clinton e que reunirá vários líderes políticos e empresariais regionais até terça-feira.

Os funerais de Mandela se prolongarão até o dia 15 de dezembro, quando o ex-presidente sul-africano será sepultado em Qunu (sudeste), local onde passou sua infância. Na terça-feira, dia em que a comitiva brasileira estará na África do Sul, está prevista uma missa oficial no FNB Stadium (antes conhecido como Soccer City) de Soweto (Johanesburgo).

Esta será a primeira vez que todos os ex-presidentes brasileiros participarão juntos de um ato internacional. Em 2005, Lula convidou todos seus antecessores ao funeral do papa João Paulo II no Vaticano, mas Fernando Collor não pôde viajar, por isso que apenas acompanharam o presidente na ocasião José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Itamar Franco, que morreu em 2011.

EFE   
Publicidade
Publicidade