Observatório das Campanhas: semana teve comparação com 'KKK', ação no TSE e coro de 'imbrochável'

9 set 2022 - 19h14
Compartilhar

A menos de um mês do 1º turno das eleições presidenciais, o 'Observatório das Campanhas' traz os principais acontecimentos que rolaram nesta semana com os candidatos à Presidência. Entre os destaques, está o comparativo que o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez aos atos dos apoiadores de Bolsonaro com manifestações da 'Ku Klux Klan', organização extremista e racista fundada nos EUA. Entre os destaques, está a participação do candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), que puxou um coro entre seus apoiadores de "imbrochável" e deu um beijo na primeira-dama, Michelle, durante as comemorações do Bicentenário da Independência. O candidato Ciro Gomes (PDT) também criticou o atual presidente e pediu para que o TSE proíba a candidatura de Bolsonaro por supostos abusos cometidos nos atos do 7 de setembro. Enquanto isso, Simone Tebet (MDB) defendeu que o Brasil ainda não é um país independente e voltou a falar de sua proposta de pagar R$ 5 mil aos estudantes que completarem o ensino médio em um provável mandato.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade