PUBLICIDADE

RS: Em resultado apertado, Onyx Lorenzoni (PL) e Eduardo Leite (PSDB) se enfrentarão no segundo turno

Disputa pela segunda vaga para o próximo turno foi definida apenas no final da apuração dos votos

2 out 2022 - 22h16
(atualizado às 22h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Onyx e Leite se enfrentarão em segundo turno pelo governo do Rio Grande do Sul
Onyx e Leite se enfrentarão em segundo turno pelo governo do Rio Grande do Sul
Foto: Reprodução

O o ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL) e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), vão se enfrentar no segundo turno das eleições para o governo do Rio Grande do Sul, que acontece no dia 30 de outubro.

A apuração das urnas foi concluída pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite deste domingo, 2, e apontou o candidato do PL na primeira colocação com 37,5% do total de votos, enquanto o do PSDB apareceu atrás com 26,81%.

A vaga de Leite no segundo turno foi definida ao final de toda a apuração dos votos, às 22h15. Ele teve pouco menos de 2,4 mil votos de diferença para o terceiro colocado, Edegar Pretto (PT). 

Também disputaram as eleições Edegar Pretto (PT), Luis Carlos Heinze (PP), Roberto Argenta (PSC), Vieira da Cunha (PDT), Rejane de Oliveira (PSTU), Ricardo Jobim (Novo), Vicente Bogo (PSB), Carlos Messalla (PCB) e Cesar Augusto (PCO).

Campanha no Rio Grande do Sul

A disputa direta entre os dois candidatos já havia sido indicada pelas pesquisas de intenção de voto no estado. Segundo último levantamento do Ipec, divulgado na segunda-feira, 26, Leite lidera com 44%, enquanto Lorenzoni tinha 29%, e Edegar Pretto (PT), 17%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, considerando nível de confiança de 95%.

Ao longo da campanha, debates entre presidenciáveis foram marcados por dobradinhas que tinham como foco criticar a gestão do candidato do PSDB. Até mesmo os candidatos dos partidos historicamente rivais, o PL e PT, se juntaram para criticar Eduardo Leite.

No último debate, realizado pela TV Globo, Onyx se juntou a Edegar Pretto para falar sobre as filas de espera para exames e outros atendimentos em hospitais do estado, ao invés de debater a gestão da pandemia.

Quem é Onyx Lorenzoni

Onyx Dornelles Lorenzoni, de 67 anos, está em seu quinto mandato como deputado federal pelo Rio Grande do Sul. O político, que também é médico veterinário e empresário, tentou, por duas vezes, a Prefeitura de Porto Alegre (2004 e 2008), mas perdeu nas duas eleições.

O candidato é um dos deputados que mais se opõem ao Partido dos Trabalhadores. Inclusive, ele esteve no Governo Jair Bolsonaro como ministro-chefe da Casa Civil (2019), ministro da Cidadania (2020), ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência (2021) e ministro do Trabalho e Previdência (2021-2022).

Quem é Eduardo Leite

Eduardo Figueiredo Cavalheiro Leite, de 37 anos, tenta ser eleito mais uma vez. Governador do Rio Grande do Sul de 2019 a 2022, renunciou ao cargo em abril para tentar disputar a Presidência da República. No entanto, durante a convenção, o PSDB decidiu apoiar a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB) como terceira via nas eleições presidenciais.

Antes de assumir o governo do Rio Grande do Sul, o político e bacharel em Direito foi prefeito de Pelotas de 2013 a 2017, cidade onde também foi vereador anteriormente. Ele se tornou um dos governantes mais jovens da história do estado e o primeiro governador brasileiro abertamente homossexual.

Apuração no Rio Grande do Sul

Total de votos válidos:

Onyx Lorenzoni (PL): 37,50%;

Eduardo Leite (PSDB): 26,81%;

Edegar Pretto (PT): 26,77%;

Luis Carlos Heinze (PP): 4,27%;

Roberto Argenta (PSC): 2%;

Vieira da Cunha (PDT): 1,6%;

Ricardo Jobim (Novo): 0,61%;

Vicente Bogo (PSB): 0,27%;

Rejane de Oliveira (PSTU): 0,1%;

Carlos Messalla (PCB): 0,06%;

Votos nulos: 2,77%

Votos brancos: 4,95%

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade