0

Morte de Eduardo Campos suspende campanha no Recife

Candidatos ao governo estadual não terão atividades de rua

14 ago 2014
13h54
atualizado às 13h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Eduardo Campos morreu em acidente aéreo nesta quarta, em Santos</p>
Eduardo Campos morreu em acidente aéreo nesta quarta, em Santos
Foto: Daniel Ramalho / Terra

Os dois principais candidatos ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB), suspenderam a campanha eleitoral por causa do falecimento de Eduardo Campos. Câmara, que foi indicado para a disputa pelo presidenciável, está em São Paulo acompanhando os trâmites para a liberação do corpo do padrinho político. A campanha socialista está suspensa por tempo indeterminado. "Não se parou para pensar em política. É um momento de tristeza e o foco agora é no amigo e irmão", destacou o presidente do PSB em Pernambuco, Sileno Guedes.

Aliado de Eduardo Campos e rival do candidato indicado pelo presidenciável, Armando Monteiro suspendou as atividades de campanha por sete dias. A equipe de campanha do petebista divulgou uma nota informando que as atividades de rua, incluindo carros de som e militantes, e o trabalho nos comitês ficarão parados. A mesma medida tomou o candidato do Psol José Gomes. A única atividade do postulante será a gravação do guia eleitoral.

No PSTU, a decisão foi não parar a campanha eleitoral. O candidato do partido, Jair Pedro, participará de um seminário de planejamento de campanha na sede da legenda. Os candidatos Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO) não divulgaram a agenda de campanha para esta quinta-feira.

 

Veja também:

Em meio à pressão por impeachment de Bolsonaro, Aras insinua 'estado de defesa'
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade