2 eventos ao vivo

Haddad diz que ganha a eleição se rejeição a Bolsonaro subir

Segundo pesquisa Ibope da última terça-feira (23), rejeição ao candidato do PSL aumentou cinco pontos percentuais ante levantamento anterior

24 out 2018
08h58
atualizado às 11h14
  • separator
  • 0
  • comentários

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira que pode virar a eleição contra o adversário na corrida pelo Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro (PSL), apesar da atual vantagem do rival nas pesquisas, se a rejeição ao capitão da reserva continuar a subir.

Em sabatina à rádio CBN e ao portal G1, Haddad disse que a queda em sua própria rejeição e o crescimento da rejeição de Bolsonaro, de acordo com pesquisa do Ibope divulgada na terça-feira, indicam que a campanha do petista encontrou um caminho de debate, e que há chance de virar a eleição.

Candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, durante comício no Rio de Janeiro
Candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, durante comício no Rio de Janeiro
Foto: Reuters

"Se na próxima rodada de pesquisa a rejeição dele aumentar 5 (pontos) de novo e a minha cair 6 (pontos) de novo, ele vai perder a eleição", disse Haddad na sabatina.

"A periferia das grandes cidades não votou conosco no primeiro turno. Nós temos que reconectar com esse povo. A minha rejeição ter caído essa semana tanto, e a dele ter subido tanto, já quer dizer que a gente encontrou um caminho de debate e nós temos até domingo para fazer o debate. Nós vamos virar essa eleição", acrescentou.

No levantamento divulgado pelo Ibope na terça-feira, 40% dos entrevistados disseram que não votarão de jeito nenhum em Bolsonaro, ante 35% na pesquisa anterior. Já no caso de Haddad, 41% declararam que de jeito algum votarão no presidenciável petista, frente a 47% na semana passada.

Nas intenções de voto, Bolsonaro lidera com 57% dos votos válidos, enquanto Haddad tem 43%. No levantamento anterior do instituto o candidato do PSL tinha 59% e o petista aparecia com 41%.

Veja também:

Economia no desfecho da eleição
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade