0

Dilma critica gestão da água em SP, mas evita tema em debate

20 out 2014
06h58
atualizado às 08h36
  • separator
  • 0
  • comentários

A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), disse ao final do debate na TV Record, transmitido na noite de domingo, que “tinha uma pergunta” sobre a crise de abastecimento de água em São Paulo, mas que evitou fazê-la em respeito aos paulistas. Em entrevista, a petista disse que o episódio é uma consequência de falta de planejamento e gestão do Estado.

Presidente citou a crise de água em São Paulo durante o debate
Presidente citou a crise de água em São Paulo durante o debate
Foto: Ichiro Guerra / Divulgação

“Tenho o intuito de discutir, mas não quero discutir de forma eleitoreira, em respeito à população de São Paulo, mas a falta de planejamento e de gestão está clara neste caso. Nós temos uma situação grave em São Paulo”, disse a petista, que já explorou a crise no horário eleitoral.Dilma reconheceu que a seca que o Sudeste atravessa é “rigorosíssima”, mas disse que não foi preciso fazer racionamento no setor elétrico.

“Apesar de terem empregado em soneto e prosa que devíamos fazer racionamento de energia, não vi imprensa pregar o soneto e prosa de que tinha de tomar providência da água. Agora, depois da eleição é que as coisas começaram a aparecer como se fosse uma imensa surpresa”, disse.

Alckmin vê desrespeito com SP
Também presente ao debate da Record, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que a exploração eleitoral da crise de abastecimento é um desrespeito com o Estado.

“É muito desrespeitoso com SP. O governo federal deve atuar em parceria, e não tirar casquinha. Dilma critica gestão da água em SP, mas evita tema em debate.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade