PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Castro e Freixo polarizam debate no Rio

Acusações de corrupção no atual governo do Estado pontuaram discussões

28 set 2022 - 07h43
(atualizado em 8/11/2022 às 15h03)
Compartilhar
Exibir comentários

Líder nas pesquisas de intenção de voto para o governo do Rio, Cláudio Castro (PL) foi o alvo preferido de seus adversários no debate promovido pela TV Globo na noite dessa terça-feira (27), nos estúdios da emissora, na zona sul do Rio. Acusações de corrupção em sua administração pautaram o encontro e ele travou um embate mais acalorado com Marcelo Freixo (PSB), que, tudo indica, é o único que pode levar a disputa para o segundo turno.

“Você está sendo investigado por várias fraudes, uma delas a de ter desviado dinheiro da Fundação Leão XIII, que atende pessoas em situação de rua, para passear nos EUA. Tem que se explicar”, apontou Freixo, olhando para Castro.

Castro (d) e Freixo foram alvos em debate no Rio que reuniu ainda Paulo Ganime e Rodrigo Neves
Castro (d) e Freixo foram alvos em debate no Rio que reuniu ainda Paulo Ganime e Rodrigo Neves
Foto: Sílvio Alves Barsetti

Para se desvencilhar das denúncias, como essa e, entre outras, a da contratação de funcionários fantasmas pela Fundação Centro Estadual de Estatística, Pesquisa e Formação de Servidores Públicos do Rio (Ceperj), Castro preferiu a estratégia de evitar confrontos e apresentar dados, números e iniciativas positivas do período em que está à frente do governo. Ele era vice de Wilson Witzel, afastado definitivamente do cargo em 2021 por causa de escândalos de corrupção na gestão.

“Só estou há dois anos como governador. O povo quer ouvir propostas, quer saber de soluções; tudo o que meus adversários estão falando já foi explicado várias vezes.”

Paulo Ganime (Novo) e Rodrigo Neves (PDT) também miraram Castro, mas não pouparam Freixo, ainda com esperanças de uma reviravolta que poderia credenciá-los a um eventual segundo turno. Ex-prefeito de Niterói, Neves enfatizou sua experiência no executivo e cobrou explicações de Castro sobre casos de corrupção em setores do Estado. Mais comedido no enfrentamento com Freixo, insistiu em criticar a escolha do vice da chapa do candidato do PSB, o ex-prefeito do Rio, Cesar Maia.

Já Ganime, que se apresenta como uma opção de direita, manteve o tom dos últimos debates, e de modo mais incisivo tentou arrancar de Castro explicações convincentes sobre desvios na cúpula do Estado, que teve cinco secretários presos nos últimos meses. Ao final, ele contou um pouco de sua história: acometido de uma doença congênita, nasceu com escoliose, má formação dos membros inferiores. “Nasci com essa deficiência, mas não tenho deficiência de caráter nem de moral como vários desses candidatos”, disse, referindo-se aos outros concorrentes.

O debate foi mediado pela jornalista Ana Paula Araújo. Dividido em quatro blocos, ora com perguntas livres ora com indagações temáticas, acabou se alongando um pouco em razão dos direitos de respostas concedidos a Castro e a Freixo deivo a acusações mútuas.

Papo de Arena Todo o conteúdo (textos, fotos, ilustrações, áudios, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade