Professores de SP anunciam greve contra volta às aulas

Segundo a Apeoesp, paralisação na rede estadual teve apoio de 81,8% dos professores; volta às aulas está marcada para segunda

5 fev 2021
16h28
atualizado às 16h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O sindicato dos professores da rede estadual paulista anunciou nesta sexta-feira, 5, que entrará em greve a partir de segunda, data marcada para a reabertura das escolas estaduais. A volta às aulas ocorre em meio à segunda onda da pandemia de covid-19 no Brasil. Segundo a Apeoesp, a decisão teve apoio de 81,8% dos professores.

 Sala de aula do tradicional colégio da zona sul de São Paulo (SP), na região de Santo Amaro
Sala de aula do tradicional colégio da zona sul de São Paulo (SP), na região de Santo Amaro
Foto: Marco Ambrósio / Futura Press

Em assembleia realizada nesta sexta, os professores se manifestaram contra a decisão de reabrir escolas estaduais. Segundo a Apeoesp, as unidades não têm condições sanitárias de receber os estudantes e há casos de funcionários e professores contaminados pelo coronavírus após reuniões de planejamento.

Já o subsecretário de articulação regional da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, Henrique Pimentel, diz que as escolas estaduais que tiveram registro de casos de covid-19 em funcionários devem retomar as aulas presenciais na segunda-feira, 8.

O retorno, diz Pimentel, será retardado exclusivamente em instituições que estão em obras ou outros impeditivos. Ele argumenta que não há indício de contágio dentro de escolas estaduais desde a retomada de parte dos trabalhos presenciais. "Se seguir direitinho as orientações, respeitar o distanciamento e o uso de equipamentos de uso individual, a chance é pequena (de transmissão)", afirma.

Veja também:

Os heróis que mantiveram a educação caminhando em 2020
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade