PUBLICIDADE

Educação

Aos 58 anos, homem dá aula de matemática na calçada em frente ao vestibular da Unicamp

Marcio Barbosa abandonou o curso superior em Engenharia, mas se diz um 'apaixonado pela matemática' desde então

6 jan 2021
18h16 atualizado às 20h44
0comentários
18h16 atualizado às 20h44
Publicidade

Há mais de 40 anos, Márcio Barbosa é apaixonado pela matemática. Hoje, aos 58, o ex-aluno de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) tenta viver dessa paixão com um curso prático para estudantes. Na tarde desta quarta-feira, 6, ele deu vazão a esse sonho na porta da UNIP da Vergueiro, em São Paulo, com os alunos que se preparavam para fazer o vestibular da Unicamp.

"Meu objetivo é colocar o jovem em 'estado alfa' para ele chegar tranquilo na hora da prova", conta Barbosa. Ele acredita que o principal motivo de nervosismo para muitos alunos é a matemática e, por isso, ensina truques para acalmá-los, como "a tabuada em 5 segundos" e macetes para aprender a raiz cúbica "de qualquer número".

MM_AG_PT_ASSET_1145711

Com um quadro branco e uma calculadora, ele reuniu grupos de jovens nesta tarde que aproveitaram o intervalo até as 13h para tirarem dúvidas de matemática. "Ajuda bastante e simplifica muito a matemática. Entendi uns 'bagulho' que eu nunca aprendi na escola", comemora Victor Azevedo, de 17 anos, prestes a tentar uma vaga em Engenharia Elétrica na Unicamp.

No início do ano passado, Barbosa desenvolveu esse minicurso com três DVDs e dicas de matemática. Seu objetivo, conta, era tentar vendê-lo de porta em porta nas escolas, apesar de nunca ter conseguido dar aula em uma. Os planos, entretanto, foram por água baixo com a pandemia do coronavírus, que migrou o ensino do País para a modalidade remota.

"Eu quero banalizar a matemática", explica Barbosa, que agora pretende oferecer essas aulas relâmpago na porta dos próximos vestibulares de São Paulo. "Se eu chegar com isso no Enem ou na Fuvest, vou arrebentar!", torce.

Estadão
Publicidade
Publicidade