4 eventos ao vivo

UnitedHealth Group Brasil celebra o Dia Internacional da Segurança do Paciente com avanços em indicadores cruciais

Mais de 90% dos hospitais do grupo estão acreditados ou em processo de certificação

18 set 2019
11h21
atualizado às 12h45
  • separator
  • 0
  • comentários

Eventos adversos graves evitáveis são preocupações diárias de quem gerencia serviços de saúde, sobretudo em hospitais onde número de pacientes, tempo de internação e complexidade dos casos requerem atenção de equipes. Dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde, de 2019, apontam que 134 milhões de eventos adversos ocorrem a cada ano devido a cuidados inseguros em hospitais de países de baixa e média renda, contribuindo para 2,6 milhões de mortes anualmente.

Números como estes são contornados apenas quando se estabelece uma cultura de segurança capaz de gerar credibilidade na equipe, protocolos repetidos à exaustão, revisão periódica de erros e confiança mútua de que é melhor identificar, corrigir e evitar do que calar, esconder e se omitir.  "A segurança do paciente representa mais que um protocolo a ser seguido, ela faz parte da cultura organizacional, de um conjunto de valores e iniciativas que estão alinhadas entre à estratégia do grupo. Assumimos um compromisso com a segurança do paciente e com a busca pela melhoria contínua e dano zero ao paciente, ajudando a transformar o sistema em algo melhor para todos", atesta Taissa Sotto Mayor, Diretora de Qualidade e Segurança do UnitedHealth Group Brasil.

Com 35 hospitais no Brasil, o grupo já possui quase 30 acreditações, entre Joint Commission International (JCI), Organização Nacional de Acreditação (ONA) e Acreditação Canadense (Accreditation Canada), somente nos três últimos anos.   Mais de 90% de suas unidades são acreditadas ou estão em processo de acreditação. Esses selos endossam a preocupação com pacientes e familiares, os investimentos nos profissionais de saúde e a atualização da gestão com as melhores práticas assistenciais. Para garantir melhorias contínuas e comparabilidade, a organização implementou iniciativas como Reuniões de Segurança (Safety Huddle), monitoramento diário da experiência do paciente e aferição de indicadores como infecção hospitalar, incidência de úlcera e ocorrência de queda, entre outros que revelam danos, infelizmente, comuns em ambientes hospitalares.

O Dia Mundial da Segurança do Paciente, 17 de setembro, foi estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para promover a conscientização sobre o tema e o compromisso das instituições e profissionais de saúde em tornarem a assistência mais segura. Este ano o tema da campanha é "Fale pela Segurança do Paciente" (Speak up for Patient Safety). O desafio não é trivial e a quantidade de mortes evitáveis salientam a importância desta mobilização. Para que a saúde esteja em foco como prioridade global, todos os tipos de assistência e todos os níveis organizacionais devem estar envolvidos e engajados na conscientização deste tema e comprometidos com a excelência na prestação dos serviços.



Website: https://www.unitedhealthgroup.com/pt.html

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade