2 eventos ao vivo

Turismo brasileiro poderá iniciar recuperação um ano após pandemia

A retomada do setor será uma ótima oportunidade para que o turista brasileiro explore mais as opções do turismo interno

12 jul 2020
15h58
atualizado às 16h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O turismo brasileiro tem sofrido forte queda devido à pandemia da covid-19. De acordo com a FGV Projetos, o PIB (Produto Interno Bruto) do setor turístico terá redução de, aproximadamente, 40%, um total de R$ 165,5 bilhões a menos em 2020. Por outro lado, a FGV também estima que, após um ano, o Brasil se recuperará em ganhos, podendo chegar aos R$ 259,4 bilhões em receita. De toda forma, será preciso que o setor cresça cerca de 17% entre 2022 e 2023 para que possa chegar às respectivas receitas de R$ 303 bilhões e R$ 355 bilhões.

Turismo doméstico dará início à retomada do setor

Os destinos nacionais serão os mais buscados pelos brasileiros após o fim da pandemia. As previsões são da consultoria Cap Amazon em parceria com o portal Mercado e Eventos, que levou em consideração informações cedidas por mais de 400 agentes de viagem de cidades que recebem grande fluxo de pessoas: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre.

Para mais da metade dos participantes da pesquisa, a reabertura do turismo começará pelos destinos nacionais, sendo que a procura por opções brasileiras aparece ao lado de outras possibilidades que também são tendência: destinos menos frequentados e o turismo de saúde, viagens visando atendimento médico e odontológico.

Retomada será oportunidade para brasileiro conhecer as atrações do próprio país

A retomada do setor será uma ótima oportunidade para que o turista brasileiro explore mais as opções do turismo interno, já que o Brasil está repleto de destinos incríveis e, muitas vezes, as pessoas acabam optando por conhecer outros países no lugar de valorizar as belezas nacionais. A ideia de trazer o turismo para uma esfera mais regional ajudará a fortalecer toda a cadeia produtiva do setor, gerando empregos, renda e aquecimento para a economia.

A pesquisa também observou a possibilidade de o perfil do turista brasileiro passar por transformações após a pandemia. As agências e plataformas de viagens esperam que a demanda por viagens para cumprir compromissos pessoais, ou seja, visitar familiares e amigos, aumente consideravelmente. Além disso, destinos ligados a momentos de contato com a natureza e que prezam pelo bem-estar do turista também serão visados.

Plataforma de viagens é forma inteligente de se planejar para o pós-pandemia

Antes mesmo da pandemia acabar, brasileiros já começam a planejar as próximas férias. Por meio de
plataforma de viagens , é possível ganhar tempo e economizar dinheiro ao fazer o planejamento de suas viagens de forma mais inteligente.

A plataforma de viagens GO!, por exemplo, é uma assinatura de viagens que reverte pagamentos mensais em créditos de diárias, os chamados e-tickets, para serem consumidas/utilizadas em hotéis, mesmo que não haja data ou destino de viagem definidos ainda. Isso significa que, ao fazer a assinatura, o cliente adquire e-tickets anuais com validade de 36 meses, e tem a liberdade de viajar quando quiser, para onde quiser, sem ter que definir isso com muita antecedência e sem se preocupar em pagar multas ou taxas de juros.

O GO! é uma solução inteligente de hospedagem em hotéis. Basta tornar-se cliente e escolher em qual dos mais de 350 hotéis cadastrados deseja gastar as diárias. Ao navegar pelo site, é possível obter maiores informações sobre a plataforma.



Website: https://www.coobrastur.com/go/

Veja também:

A igreja que conecta fiéis a Deus com a ajuda do álcool
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade