1 evento ao vivo

Novos estilos musicais ganham espaço no novo mercado fonográfico

19 nov 2018
13h10
atualizado às 14h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Durante muito tempo o mercado fonográfico vem vivendo um ciclo de músicas do estilo sertanejo, mas, segundo o estrategista fonográfico Geovane Bento, essa fase está chegando ao fim. "As músicas de outros estilos estão ganhando destaque", garante o especialista.

Foto: Pixabay / DINO

"Há no mercado industrial o que chamamos de Roda de Mercado, esse conceito existe desde que a música é música, mas poucos sabem disso, na verdade, até o momento somente o alto escalão do Music Business se liga nessa questão", afirma Geovane Bento.

A Roda de Mercado é uma leitura dos estilos musicais, como se fosse uma roda gigante girando sem parar, ora gira mais rápida, ora mais lenta, mas nunca para de girar, em certos momentos um estilo está em alta, bombando nas rádios, vários artistas se destacando, enquanto outros estilos parecem defasados e fora de moda.

Na verdade, o que acontece é que a roda girou, subindo o atual estilo, e descendo o outro.

Exemplos recentes: Disco Dance nos anos 70, Rock nos anos 80, Pagode nos anos 90, Funk no início dos anos 2000 e hoje o Sertanejo Universitário.

"No caso do sertanejo, vivemos um fenômeno que chamamos de Morfografia Fonográfica, (a capacidade de um estilo musical se transformar em outros sem perder a essência). Por isso o sertanejo vem se mantendo na parte superior da roda, isso aconteceu também nas décadas de 50 e 60 com o Rock", explica o especialista.

No início de 2017 a roda voltou a girar, mas somente agora estamos sentindo os efeitos, outros estilo estão voltando a crescer no mercado e na preferência da nova geração, temos no Brasil exemplo como: Kell Smith, Vitor Kley, e Melim que não fazem parte do mercado sertanejo.

"Se o artista faz uma música boa independentemente do estilo, hoje é quase certo de fazer sucesso como esses artistas que mencionei", confirma Geovane Bento.

Uma pesquisa popular feita pelo site Spy Bat mostra de forma clara que o sertanejo ainda está na posição mais alta da Roda de Mercado, mas também podemos ver que o Rock vem em segundo, o Forró em terceiro o Funk em quarto e o Pop na quinta posição na preferencia popular. Esse quadro é bem significativo para os profissionais do ramo, principalmente aqueles que não vivem do estilo sertanejo.

De acordo com as informações do especialista, o mercado vive um ótimo momento para as músicas de outros estilos crescerem, só é preciso, que os artistas fação com que essas músicas apareçam de forma efetiva. 

Portanto esperamos todos que, dessa vez, a roda gire bem devagar. 



Website: http://www.cursotopshow.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade