0

Joanetes: novos procedimentos e produtos tornam o pós-operatório mais confortável

11 set 2019
15h52
  • separator
  • 0
  • comentários

O que é a joanete - incidência

Foto: DINO / DINO

Joanete (ou Hálux valgus) é uma patologia que se caracteriza por provocar o desalinhamento dos dedos do pé, geralmente acompanhado de dor. Atinge cerca de 33% da população das grandes cidades. Ocorre geralmente na fase adulta, na proporção de 5 mulheres para cada homem, podendo ser de origem hereditária.
Fatores comportamentais como o uso de calçado de bico fino e salto alto podem contribuir para acelerar o problema.
O uso de órteses especiais podem, eventualmente, aliviar as dores causadas pelo joanete, mas não elimina a deformidade que só é corrigida através de cirurgia.

Tipos de tratamentos

Existem mais de uma centena de técnicas cirúrgicas para correção do joanete que podem ser divididas em dois grandes grupos: cirurgia convencional e cirurgia minimamente invasiva (percutânea), esta uma tendência que está em crescimento pelas inúmeras vantagens que essa técnica proporciona.
Walter Soares é CEO da WS Produtos Ortopédicos, paulistano, radicado em Porto Alegre desde 1981. Foi numa viagem a San Francisco, Califórnia (USA), em 1997, quando participou do Congresso Anual da AAOS (American Academy Orthopaedic Surgeons) que surgiu a ideia de lançar no Brasil uma sandália pós-operatória, a qual denominou, Sandália Longa de Barouk (esse nome é devido ao médico francês que a criou, Dr. Samuel Barouk).
Na época a sandália que havia no mercado era o modelo curto, produto que deixava muito a desejar com relação ao conforto e segurança (a ponta dos pés ficava sem nenhuma proteção), enquanto nos países mais desenvolvidos já estavam utilizando a sandália longa, cuja principal característica é proporcionar o apoio somente no calcanhar, embora possua uma extensão da palmilha até a ponta dos pés para proteção da área operada.
De volta ao Brasil criou a empresa Ipe Ltda dentro da Incubadora Empresarial do Centro Universitário FEEVALE, em Novo Hamburgo/RS, sendo a primeira empresa instalada nessa instituição, onde começou a produção da sandália longa.
Ao longo dos últimos anos houve uma grande evolução no que se refere às técnicas de cirurgia, havendo necessidade de aprimoramento do produto em uso e a criação de outros modelos.
Assim surgiu a Sandália WS de Barouk LRM (Longa, Rígida e Macia) para as cirurgias de joanete pelo método tradicional e a Sandália WS de Apoio Total para a cirurgia minimamente invasiva.

Cirurgia minimamente invasiva

A cirurgia minimamente invasiva (MIS - Minimally Invasive Surgery) já é praticada na Europa e Estados Unidos desde a década de 90, mas somente há 10 anos, aproximadamente, ela é praticada no Brasil.
Por esse método são realizadas mini-incisões de 3 a 5 mm por onde são guiadas por fluoroscopia ou radioscopia, o que caracteriza o método percutâneo.
No início dessa prática a cirurgia percutânea era recomendada somente para os casos leves de joanetes. Com o desenvolvimento e avanço do método essa técnica passou a ser realizada até nos casos mais complexos.

Características da sandália pós-operatória na cirurgia percutânea.

A fase pós-operatória da cirurgia percutânea é mais confortável do que a da cirurgia tradicional, mas igualmente requer o uso de calçado especial diferente do modelo utilizado para o outro método.
Neste caso, o calçado recomendado possui as seguintes características:

• Forma ampla no ante-pé;
• Graduação com velcro;
• Traseiro firme, gáspea macia e acolchoada;
• Longa (até a ponta dos pés);
• Palmilha e solado: Rígido e macio;
• Plana para apoio total.

É importante alertar que o tipo de sandália pós-cirúrgica a ser usada é definida somente com a prescrição do cirurgião ortopedista.

Saiba mais em https://sites.google.com/view/wsortopedicos



Website: https://sites.google.com/view/wsortopedicos

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade