3 eventos ao vivo

Hospital de Base de São José do Rio Preto padroniza sua nova rede com soluções Furukawa

Projeto voltado ao conceito de Hospital 4.0 foi um dos vencedores da edição 2020 do Furukawa Electric Awards

26 fev 2021
10h31
atualizado às 10h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Com mais de 46 mil atendimentos por mês, em 30 especialidades médicas diferentes, e um contingente de mais de 3 mil profissionais de saúde, o Hospital de Base de São José do Rio Preto é um dos maiores e mais importantes complexos hospitalares do estado de São Paulo - e um hospital-escola (ligado à Faculdade de Medicina de Rio Preto) com peso relevante na América Latina. Há dois anos, iniciou um processo visando adequar sua infraestrutura ao conceito de Hospital 4.0 e escolheu as soluções Furukawa como padrão para a nova rede de comunicação que está sendo construída com esse objetivo.

"Uma das vertentes do Hospital 4.0 é a oferta de serviços em nuvem, para uma maior aproximação com o paciente", explica Thiago Soler Fragoso, gestor de Tecnologia da Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto (FUNFARME) - à qual o hospital está ligado. "E, para se trabalhar em nuvem, é fundamental ter uma infraestrutura de rede de qualidade, confiável, com alta disponibilidade e redundância", afirma.

Fragoso conta que já utilizava soluções Furukawa em algumas áreas do hospital. A decisão de adotá-las como padrão para a nova infraestrutura de rede veio após uma visita à fábrica da empresa em Curitiba (PR), na qual foi apresentado às soluções voltadas às necessidades do setor hospitalar. A linha de cabos e acessórios green, desenvolvida pela Furukawa com foco em sustentabilidade e preservação do meio ambiente, atraiu particularmente a atenção do hospital - bem como o Programa Green IT, para o descarte adequado do material de rede retirado de suas instalações.

Em 2020, o Hospital de Base de São José do Rio Preto iniciou a implantação de sua nova infraestrutura de comunicação, em parceria com a Epold Telecomunicações e Construções, solution provider Furukawa. O projeto, que foi um dos vencedores da segunda edição do Furukawa Electric Awards, deverá atender a todos os requisitos de um Hospital 4.0, de acordo com a certificação da Health Information and Management Systems Society (HIMSS), que reconhece as instituições de saúde empenhadas na digitalização de seus processos. Também deverá dar suporte à futura implantação da rede Wi-Fi 6, que permitirá a rastreabilidade dos ativos hospitalares.

A nova rede de comunicação vem sendo implantada pela Epold em etapas, em paralelo ao funcionamento da rede já existente, de modo a evitar alterações na rotina do hospital, ou a interrupção dos seus serviços. Segundo Fragoso, o backbone óptico redundante, que interliga os dois data centers do hospital (localizados a cerca de 1 km de distância um do outro), já está em operação, assim como parte da nova rede implantada no ambulatório de especialidades. "O projeto tem previsão de duração de 2 a 3 anos e deverá atender todas as áreas do Hospital de Base, tanto para o atendimento de pacientes como de back-office (compras, almoxarifado, faturamento, etc.), e ainda o Hemocentro e o Hospital da Criança, que também fazem parte da Fundação", revela Fragoso.

Ao todo, a rede terá 6 mil pontos, com a utilização de mais de 220 km de cabos GigaLan Green - fabricados com revestimento em polietileno verde à base de etanol extraído da cana-de-açúcar, 100% reciclável e com baixa emissão de fumaça em caso de incêndio. "Com essa infraestrutura de cabeamento, teremos uma rede certificada, segura, sustentável e com garantia para os próximos 20 anos, o que dará suporte ao crescimento das atividades do hospital no futuro. Hoje, por exemplo, já realizamos 350 mil exames de imagem por ano, que geram um volume de dados pesado e que requer uma rede muito boa e de alta disponibilidade para ser transmitido", conclui Fragoso.

Veja também:

Cinco leitos são descredenciados no Hospital de Retaguarda
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade