1 evento ao vivo

Gratuito: 13º salão do artesanato 2019 será realizado pela primeira vez na Pavilhão Bienal - Parque do Ibirapuera

O evento contará com mais de 5 mil artesãos de diversos estado do pais , além de oficias e gastronomia típica

19 ago 2019
15h59
atualizado em 20/8/2019 às 03h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Entre os dias 9 a 13 de outubro, no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, acontecerá o 13º Salão do Artesanato - Raízes Brasileiras, maior vitrine do artesanato brasileiro. A entrada será franca.

O evento, aberto ao público das 11h às 21h, de quarta a domingo, contará com uma programação variada e atrativa. Os visitantes poderão participar de uma grande exposição de peças artesanais e conhecer ainda a gastronomia típica de cinco regiões do País, oficinas de artesanatos, shows com artistas nacionais e grupos folclóricos, mostra de produção associada ao artesanato: agroindústria e turismo.

O 13º salão do artesanato é organizado pela Rome Eventos, promotora das maiores e mais tradicionais feiras comerciais de Brasília e de outros estados, tem como proposta valorizar a importância cultural do artesanato para a preservação das raízes históricas dos povos e incentivar a venda de produtos, colaborando assim para geração de emprego e renda de famílias que fazem do artesanato a única forma de subsistência.

De acordo com Leda Simone C. Alves, diretora executiva da Rome Eventos, a feira deste ano em São Paulo "trará os melhores artesãos de 21 estados e do DF, com peças originais e com a identidade cultural de cada região, porque são artesãos que, acima de tudo, preservam a herança cultural recebida através dos seus antepassados, carregando em cada obra um pouco da história das suas cidades, famílias e origens".

Salão do Artesanato: realizado desde 2008, com 11 edições realizadas em Brasília e 1 em São Paulo, o Salão do Artesanato reúne o que há de melhor na produção artesanal do Brasil. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o evento sempre conta com a participação de mais de 20 estados e do DF, o que garante uma variedade significativa de produtos. Além dos estandes dos estados coordenados pelo PAB, artesãos com produção individual, cooperados, associações e outros órgãos de fomento ocuparão os 19 mil m2 do Pavilhão da Bienal com mostra e venda de produtos artesanais de várias tipologias, confeccionados com técnicas variadas e diferentes matérias primas.

"Pelo segundo ano em São Paulo, a feira será um encontro com a arte, produtos e sabores que nos identificam como nação e mostrará a diversidade da produção artesanal brasileira se debruçando sobre a temática "É tudo de Bom, é tudo do Brasil", propondo o contato do público com o Brasil que é feito à mão", destacou Leda Simone.

Peças artesanais de decoração, vestuário, joias, bijuterias, acessórios, brinquedos, instrumentos musicais e utilitários vão encantar os visitantes pela riqueza de detalhes, qualidade de acabamento e identidade cultural que representam. Na Praça dos Mestres será possível ver mestres artesãos de vários estados fazendo suas peças ao vivo. O Salão terá um palco destinado a apresentações culturais de grupos folclóricos de música e danças típicas e uma praça de gastronomia com pratos típicos de todas as regiões brasileiras. Será um evento que mostrará toda a diversidade cultural do Brasil, em cores, sons e sabores.

Ainda, esta edição abrirá oportunidade para lojistas, decoradores e arquitetos, que encontrarão neste evento peças de todo o Brasil. "Os lojistas, principalmente, terão a oportunidade de renovar seus estoques e já fecharem pedidos para o período de Natal", reforça Leda Simone, que complementa: "a venda para lojistas é muito importante para os artesãos, pois garantem negócios para períodos maiores que as vendas diretas na feira. A maioria dos artesãos que participam, hoje já são microempresários, que têm compromisso com a qualidade, capacidade para fornecer volumes maiores de peças, que cumprem prazos de entrega e garantem a procedência das peças".

Em outras edições, a feira recebeu cerca de 1500 artesãos e teve volume de negócios superior à casa dos 5 milhões de reais. É um evento aberto ao público, para toda a família, com entrada gratuita e já recebeu nomes famosos como Maria Rita, Arnaldo Antunes, Guilherme Arantes, Luiza Possi, Ellen Oléria, Sam Alves, Tiê, Ju Moraes, Monique Kessous, Bruna Viola, entre outros.

Desde sua primeira edição, o Salão do Artesanato mantém importantes parcerias com instituições como o Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), vinculado ao Ministério da Economia. Além disso, os artesãos que participam do evento são selecionados em todos os estados pela alta qualidade de suas peças e pelo valor cultural agregado às suas produções. São peças com grande identidade, geralmente confeccionadas com matérias primas de reaproveitamento, da natureza e feitas de forma totalmente manual. A presença de mestres artesãos reconhecidos pelo IPHAN como patrimônio vivo de seus estados é outro grande atrativo do evento

Produção Associada: Turismo e Agroindústria: um dos objetivos do Salão é integrar setores da economia criativa em um mesmo ambiente, promovendo o desenvolvimento de ambos, ampliando a cada edição a participação dos segmentos de turismo e agroindústria familiar, abrindo espaço para que estados e municípios possam aproveitar este grande encontro e mostrar sua produção de alimentos típicos e suas riquezas.

Apresentações culturais: grupos folclóricos, de teatro, músicos, dançarinos, cantores, repentistas, e outras manifestações culturais têm espaço garantido no evento.

Mestres Artesãos: fios, madeira, argila, sementes, cerâmica e muitos outros elementos transformados pelas mãos de grandes mestres. Arte feita ao vivo, com Mestres de vários estados.

Espaço gastronômico: a gastronomia está sempre presente nas edições do Salão do Artesanato, e em 209 não será diferente. Haverá o Festival Brasil na Panela, onde chefs prepararão pratos típicos das 5 regiões brasileiras, tais como acarajé, vatapá, bobó de camarão, arroz carreteiro, galinhada, bolinho de peixe, torresmo, bolinho de mandioca com queijo e com carne de sol, bolinho de arroz e muito mais.

Foto: DINO / DINO


Website: http://www.salaodoartesanato.com.br/

Veja também:

Último debate entre Trump e Biden tem tom mais ameno, mas com troca de acusações; veja destaques
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade