0

Dança dos olhos desfoca imagens e prejudica a visão

24 nov 2017
11h56
  • separator
  • comentários

Conhecido popularmente como "olhos dançantes", o nistagmo são oscilações rítmicas, repetidas e involuntárias em um ou ambos os olhos. Os movimentos podem ser nos sentidos horizontal (de um lado para o outro), vertical (de cima para baixo) ou rotatório (circulares). Existem duas formas de nistagmo: a síndrome do nistagmo infantil (INS), presente no nascimento, ou o nistagmo adquirido por alguma doença ou lesão.

Foto: DINO

"Normalmente, o nistagmo provoca incapacidade de manter fixação estável, desfoca imagens e prejudica a visão a distância", explica o oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos Dr. João Eugenio. Segundo o médico, o nistagmo pode ser facilmente percebido pela simples observação, mas deve ser investigado clinicamente para descobrir se surgiu isoladamente ou se está associado a outras doenças.

O movimento involuntário presente no nascimento não costuma ser grave, nem está relacionado a qualquer doença ou distúrbio. Todavia, há casos em que a acuidade visual do bebê pode ser menor do que a ideal e deve ser aprimorada com cirurgia. Estima-se que 1 em cada 1000 nascidos tenham nistagmo.

O nistagmo adquirido, que se desenvolve ao longo da vida, pode ser resultante de esclerose múltipla; derrame cerebral; labirintites; maculopatias; acidentes com ferimentos na cabeça; uso de drogas; excesso de álcool, deficiência de vitamina B12, sedativos que prejudiquem as funções do labirinto, entre outras causas. O nistagmo normal é simplesmente o reflexo que ajusta os olhos para a visão.

"O tratamento para nistagmo depende da causa e nem sempre há cura. Pode-se recorrer à ortóptica (oclusão alternada), tratamento óptico (com uso de prismas) para corrigir o mau posicionamento da cabeça, mudança dos óculos por lentes de contato (para prevenir outros problemas oftalmológicos)", esclarece Hilton Medeiros.

O tratamento medicamentoso é feito com substâncias estimuladoras do sistema neurotransmissor inibitório ou depressoras do sistema neurotransmissor excitatório. Já a cirurgia para tratar o nistagmo objetiva a melhoria da acuidade visual através de procedimentos específicos nos músculos dos olhos. Nos casos decorrentes de medicamentos ou infecção, os movimentos nos olhos costumam voltar ao normal depois que a pessoa melhora.



Website: http://www.clinicadeolhosjoaoeugenio.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade