PUBLICIDADE

Com um ano de existência, GreenPlac já está no time dos grandes produtores de MDF do Brasil, diz José Maurício Caldeira, da Asperbras

10 out 2019 15h06
| atualizado às 16h03
ver comentários
Publicidade

Já faz um ano que a GreenPlac abriu oficialmente as portas. Instalada no município de Água Clara (MS), de apenas 15 mil habitantes, a empresa mudou a vida da cidade e se tornou o mais novo player brasileiro do segmento. Com um ano de existência, GreenPlac já está no time dos grandes produtores de MDF do Brasil, diz José Maurício Caldeira, da Asperbras.

Foto: GreenPlac, da Asperbras / DINO

Para Caldeira, integrante do Conselho da Asperbras, a GreenPlac só tem motivos para comemorar. Neste início de atividades, a empresa já concluiu a meta de produzir 250 mil metros cúbicos de MDF por ano. Nas etapas seguintes, a companhia pretende instalar uma nova linha de produção, que agregará entre 600 mil e 700 mil metros cúbicos do produto.

A nova linha será incorporada à fábrica sem necessidade de obras de ampliação, diz José Maurício Caldeira. A construção da unidade já contemplava a introdução de mais duas linhas produtivas, distribuídas entre a aquisição de maquinário importado da Alemanha, plantio de 12 mil hectares de eucalipto, contratação e formação de equipes altamente especializadas.

A empresa está implantando uma unidade de produção de resina, uma das principais matérias primas do MDF, unidade esta integrada a indústria de MDF, com previsão de início de operação para janeiro de 2020, aprimorando ainda mais a qualidade e produtividade da Greenplac.

GreenPlac investe na formação de pessoal

Atualmente, a GreenPlac emprega 350 colaboradores diretos, mas seu impacto na cadeia produtiva envolve também cerca de 500 empregos indiretos. A empresa atingiu rapidamente uma performance de produção com boa aceitação no mercado devido a um planejamento criterioso.

Destacam-se no processo a contratação de todo quadro de técnicos e engenheiros de diversas especialidades com muita experiência no segmento. Além disso, a companhia promoveu, em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) o curso "Operador de Produção", que contemplou cinco meses de aulas teóricas e dois meses de prática no ambiente industrial.

"Eu avalio o primeiro ano de uma forma muito satisfatória", assegura José Maurício Caldeira. "A base da nossa estratégia comercial e os resultados que estamos medindo com isso estão sendo atingidos exatamente dentro do que estávamos planejando", conclui.

Sustentabilidade na produção de energia

A GreenPlac foi idealizada para funcionar a partir do uso do eucalipto de florestas plantadas pelo próprio grupo, em uma iniciativa que preserva o ambiente. A energia utilizada em seu processo produtivo também passou pelas preocupações da empresa. Simultaneamente ao início das atividades da fábrica, a Asperbras instalou uma usina termelétrica de biomassa em Guarapuava (PR). A unidade funciona a partir da queima de rejeitos da indústria madeireira da região. A energia limpa obtida nesse processo equivale ao que é utilizado na produção de MDF. A venda da eletricidade, no Paraná, permite à empresa contratar, no Mato Grosso do Sul, energia suficiente para o funcionamento da indústria.

Vale ressaltar que a empresa está em vias de obter a certificação FSC, selo verde mais reconhecido no mundo e emitido pelo Forest Stewardship Council. Ele garante que a madeira utilizada é oriunda de um processo produtivo manejado de forma ecologicamente adequada.

Além disso, a GreenPlac também já adiantou as tratativas para emissão do certificado CARB (California Air Resources Board), uma exigência para exportação para os Estados Unidos, que é concedido às empresas que atendem aos padrões de sustentabilidade durante o processo produtivo de painéis de madeira. Seu objetivo é comprovar a baixa emissão de formaldeído.



Website: https://ecco.inf.br/

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade