0

Campeão brasileiro de paraquedismo prepara-se para participar de seletiva na Flórida

Humberto Siqueira Nogueira, que contabiliza 1.600 saltos na carreira, quer tornar-se recordista mundial na modalidade Head Up

4 jan 2019
17h25
atualizado em 5/1/2019 às 00h28
  • separator
  • comentários

O campeão brasileiro de paraquedismo na modalidade Freefly, em 2015, e recordista sul-americano de formação em Head Down, em 2016 e 2018, Humberto Siqueira Nogueira está com os preparativos a todo o vapor para participar da primeira etapa seletiva (também conhecida como tryout) do Recorde Mundial de Paraquedismo Head Up.

Foto: Luciano Bacque Productions / DINO

A seleção vai acontecer em março de 2019, na cidade de Sebastian, na Flórida (EUA) e deve reunir mais de 100 atletas de todo o mundo, expectativa é de que 15 profissionais sejam selecionados. A etapa final do campeonato vai acontecer em julho, na cidade de Chicago, Ilinóis. O atleta já realizou 50 treinos para a seletiva e, entre os dias 5 e 15 de janeiro, deve participar de um treinamento específico em um túnel artificial de vento na Polônia.

Em outubro deste ano, Nogueira participou do Recorde Sul-americano de formação Head Down (nesta modalidade, paraquedistas profissionais voam em queda livre de cabeça para baixo, com uma velocidade aproximada de 300 km/h). O evento, que aconteceu no Centro Nacional de Paraquedismo, na cidade de Boituva, interior de São Paulo, contou com a participação de 50 atletas da América do Sul, de cinco países diferentes: Brasil, Paraguai, Chile, Argentina e Venezuela.

Já em novembro, Nogueira participou do Recorde Brasileiro de Head Up, na cidade de Anápolis, em Goiás. O atleta explica que estes eventos de recorde no paraquedismo não são exatamente uma competição: apenas os atletas preparados tecnicamente são selecionados para participar, sem de fato concorrer entre si.

O evento contou também com a organização do grupo FlyOn, time de paraquedistas brasileiros, com o apoio da Fly4Life, grupo de profissionais de skydiving fundado na Venezuela e radicados na Florida, que promove eventos de paraquedismo em todo o mundo, utilizando as técnicas mais evoluídas de voo no skydive.

Humberto conta que foi gratificante participar da organização dos eventos, com profissionais talentosos de todo o mundo. "Além do recorde, foi uma conquista pessoal. Realizamos oito Vertical Camp Flyon - outro evento que reúne paraquedistas de todo o continente - e pudemos acompanhar a evolução dos atletas, inclusive compartilhando nossos conhecimentos", conta Humberto.

Em agosto deste ano, Humberto, que foi o primeiro de apenas cinco brasileiros convidados ao evento, participou das tentativas de quebra do recorde mundial de Head Down realizada na SkyDive Chicago, em Ilinois USA. Ele ocupou uma posição de destaque pela dificuldade de execução ( Bridge closer) na formação de 200 paraquedistas. O atleta contabiliza na sua carreira mais de 1.600 saltos, com dificuldade extrema. Para acompanhar a sua rotina de treinos, siga Humberto no Instagram: @humbertosnogeira.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • comentários
publicidade