0

ABCB Senepol lançará DEPS Genômicas da raça em 2019

A novidade fará parte do próximo Sumário de Touros e promete acelerar os ganhos genéticos do Senepol

7 dez 2018
06h07
  • separator
  • comentários

A raça Senepol dará mais um passo importante para consolidar o uso da genômica na seleção do rebanho nacional. A partir do próximo ano, o Programa de Melhoramento Genético do Senepol (PMGS) lançará as DEPs Genômicas para todas as características que já contam com DEPs (Diferenças Esperadas na Progênie) tradicionais. De acordo com o pesquisador da Embrapa Gado de Corte, Gilberto Menezes, a novidade será apresentada na edição 2019 do Sumário de Touros Senepol e proporcionará maior acurácia na avaliação genética dos animais. "Neste ano, foram genotipados 3.500 animais, o que nos permitiu gerar informações genômicas sobre duas características relevantes dentro da raça, que são Dupla Musculatura [gene que provoca desenvolvimento anormal da massa muscular do bovino, acarretando problemas como a diminuição no teor de gordura na carne dos animais] e Slick Hair [relacionado à alta resistência da raça ao calor]. Essas informações foram publicadas no Sumário de Touros 2018. Para 2019, mais três mil animais serão genotipados, o que nos dará condições de lançar as primeiras DEPs Genômicas oficiais da raça", explica o pesquisador, responsável pela coordenação das avaliações genética do Senepol no PMGS/Geneplus/ Embrapa. Todos os exames de genotipagem dos animais estão sendo subsidiados pela Associação Brasileira dos Criadores de Senepol (ABCB Senepol).

Foto: DINO / DINO

A expectativa é que as DEPs Genômicas acelerem o avanço genético que a raça vem tendo desde que chegou ao Brasil, no ano 2000. O presidente da associação, Pedro Crosara, lembra que o País, mesmo neste curto espaço de tempo, tornou-se referência mundial na seleção da raça justamente por inovar em seu sistema de melhoramento genético. "O PMGS é uma plataforma que foi concebida para guiar o criador no processo de escolha dos animais geneticamente superiores do rebanho, integrando todas as fases do sistema de produção da raça. A genômica torna a seleção do rebanho muito mais precisa, evitando gastos com a recria de animais de baixo valor genético, pois pode identificar os melhores exemplares logo após o nascimento", destaca o presidente.

A identificação mais precisa de touros jovens melhoradores pela genômica garantirá a redução do intervalo de gerações, proporcionando um grande salto genético para o Senepol. Segundo o pesquisador da Embrapa, a ferramenta também permite ajustar as informações referentes à genealogia dos animais. Outra possibilidade é aumentar a confiabilidade das DEPs para características de difícil mensuração, como, por exemplo, marmoreio. "Estamos estudando a viabilidade de incluir, em um futuro breve, novas DEPs Genômicas ao Sumário de Touros, tais como para Eficiência Alimentar e Marmoreio", anuncia Menezes.

Os avanços proporcionados pela genômica nos últimos anos para diversas raças bovinas são indiscutíveis, mas o pesquisador da Embrapa faz um alerta aos criadores para a necessidade de continuar coletando informações referentes ao fenótipo e à genealogia dos animais. "No mundo, mesmo as raças que já têm avançados programas genômicos, mantiveram seus serviços de registro genealógico e a coleta de dados nas provas de desempenho e nas fazendas. A genômica sozinha não faz mágica, pois precisamos das informações fenotípicas e de pedigree para gerar as DEPS Genômicas", explica o pesquisador.

O presidente da ABCB Senepol esclarece que o PMGS foi construído com base em quatro pilares considerados necessários para o avanço sustentável da raça, que são o Registro Genealógico, as Provas Zootécnicas, as Avaliações Genéticas e a Genômica. "Quanto maior for o banco de dados de animais registrados da entidade, o número de animais avaliados nas provas e submetidos à genotipagem, mais consistentes serão as avaliações genéticas e genômicas do Senepol, resultando em maior sucesso nos acasalamentos futuros. Por isso, é importante que os criadores concentrem essas informações na associação e participem do PMGS, para que possamos avançar ainda mais no melhoramento genético da raça", orienta Pedro Crosara.

Capacitação da equipe técnica do PMGS

Além de lançar as DEPS Genômicas, a ABCB Senepol também está investindo na ampliação do quadro de técnicos credenciados para atender criadores em todo o Brasil, tanto na área de registro genealógico quanto de melhoramento genético. A entidade conta atualmente com 29 técnicos e outros quatro profissionais serão credenciados para garantir atendimento de qualidade aos 654 associados de todo o País. Com a expansão do PMGS, que já conta com mais de 100 criatórios participantes, a entidade fará, em 2019, dois treinamentos para que os técnicos possam atuar também como certificadores do programa, além de continuar como inspetores do Serviço de Registro Genealógico. "A capacitação constante dos técnicos é muito importante, pois precisamos garantir que o serviço prestado no campo, tanto na área de registro quanto de melhoramento, tenha o rigor e a qualidade necessária para garantir que apenas animais dentro do padrão racial e com boa avaliação genética sejam multiplicados", explica Celso Menezes, superintendente Técnico da ABCB Senepol.

Com esse investimento na ampliação e na capacitação de seu corpo técnico, a ABCB Senepol acredita estar preparada para acompanhar o forte crescimento da raça nos últimos anos. A entidade tem em seu banco de dados quase 99 mil animais registrados, um crescimento de 308% desde 2012. Na época, a associação contava com cinco técnicos inspetores e 133 associados. A expectativa é ultrapassar em breve os 100 mil animais registrados no Brasil.



Website: http://www.publique.com
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade