6 eventos ao vivo

Itália tem mais 753 mortes pela covid-19 em 24 horas

Registro é o maior número para um único dia desde 3 de abril

18 nov 2020
14h10
atualizado às 14h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Itália registrou mais 753 mortes na pandemia do novo coronavírus nesta quarta-feira (18), maior número para um único dia desde 3 de abril, quando foram contabilizados 766 óbitos.

Remoção de vítima de coronavírus em hospital de Milão, norte da Itália
Remoção de vítima de coronavírus em hospital de Milão, norte da Itália
Foto: ANSA / Ansa

Na época, o país atravessava o primeiro pico da crise sanitária e vivia um rígido lockdown para conter a disseminação do Sars-CoV-2. Com o novo boletim do Ministério da Saúde, a Itália soma agora 47.217 vítimas e 1.272.352 casos, após um acréscimo de 34.283 contágios nesta quarta-feira.

Apenas oito dias tiveram mais mortes por Covid-19 no país do que 18 de novembro. O recorde é de 27 de março, com 919 óbitos. Na última terça (17), haviam sido contabilizados 32.191 diagnósticos positivos e 731 vítimas.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a Itália tem 481.967 pacientes curados e um recorde de 743.168 contágios ativos, o equivalente a 1,2% da população. Desse total, 3.670 pessoas estão internadas em UTIs, maior cifra desde 8 de abril (3.693).

Para conter a segunda onda da pandemia, sete das 20 regiões da Itália já estão em lockdown: Abruzzo, Calábria, Campânia, Lombardia, Piemonte, Toscana e Vale de Aosta, além da província de Bolzano. Também está em vigor um toque de recolher das 22h às 5h em todo o território nacional. .
   

Veja também:

Como as novas variantes do coronavírus podem afetar a vacinação contra covid
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade