PUBLICIDADE

Climatempo

Entrega da safra às cooperativas pede atenção dos produtores

Entenda quais pontos devem ser levados em consideração na hora de formalizar o contrato com a cooperativa

19 jul 2022 - 12h24
Compartilhar
Exibir comentários

A colheita da segunda safra do milho teve início no Paraná. A previsão do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), é que o Paraná tenha uma produção recorde de 16 milhões de toneladas agora.

Somado aos mais de 2,9 milhões de toneladas da primeira safra, o Estado será responsável por quase 19 milhões de toneladas, mantendo-se na segunda posição nacional. Outros cereais também estão sendo colhidos, como é o caso do feijão e do trigo. E toda a safra exige atenção dos agricultores na hora de entregarem sua produção às cooperativas agrícolas, que exercem um papel relevante no agronegócio brasileiro, na compra e venda das safras. 

Foto: Climatempo

Foto: Getty Images

Ao entregar sua produção para ser armazenada nos silos e posteriormente vendida, o advogado especialista em direito do agronegócio, Rafael Guazelli, alerta o agricultor para alguns pontos que devem ser levados em consideração na hora de formalizar o contrato com a cooperativa. 

"Primeiro de tudo, o produtor tem que ser um cooperado ativo. O montante entregue à cooperativa, a qualidade da produção, bem como o preço a ser pago precisam estar bem descritos no contrato", comenta Guazelli.

Caso o mercado agrícola esteja em um bom momento, com preços melhores do que quando as sacas foram entregues na cooperativa, elas serão comercializadas pelo preço antigo ou pelo atual?

De acordo com o profissional, tudo isso precisa estar muito claro no contrato. "A cooperativa estabelece parâmetros e o produtor, ao assiná-lo, estará de acordo com as determinações.", orienta Guazelli.  

Guazelli, cita um caso de uma agricultura de São Mateus do Sul, na região Sudeste do Paraná, em que ela e a família entregaram a uma cooperativa sacas de soja e milho para armazenagem e comercialização, no entanto a produção foi vendida pela cooperativa, sem o consentimento da cooperada. 

"A cooperativa vendeu a produção, mas não repassou os valores para a agricultora. A cooperativa alegou que tinha realizado o pagamento pela produção entregue, mas não conseguiu comprovar isso. Por isso, o juiz julgou procedente o pedido e a agricultora foi ressarcida pelo prejuízo. Por isso, é necessário muito cuidado na hora de formalizar o contrato e estar atento aos pagamentos, de qual forma eles vão ocorrer e qual a participação do produtor rural nessa negociação", explicou.  

Tendência do Clima 

Ainda não há expectativa de grandes mudanças no padrão da atmosfera nos próximos dias. Uma grande massa de ar seco ainda vai predominar sobre o Brasil. Com o tempo aberto e as temperaturas elevadas, a tendência é positiva para a maturação e colheita dos grãos, como milho e café, além da colheita da cana de açúcar e algodão.

Parte do Sul do Brasil terá o aumento da instabilidade no fim da semana novamente e isso pode comprometer os trabalhos em campo do cultivo de inverno, mas entre quarta e quinta-feira a situação segue mais tranquila em relação às condições para chuva. A próxima semana que deve ser mais instável e com chuva mais generalizada na Região.

A chuva persiste em toda costa norte do Brasil e no litoral nordestino. Enquanto isso, o interior do Nordeste e o sul da Amazônia seguem muito secos e com alto risco para o aumento de queimadas.

Como monitorar o Clima na sua fazenda?

Otimizar o plantio, ficar de olho no Clima para avançar com os trabalhos no campo e observar o desenvolvimento da cultura para evitar perdas são algumas das decisões que você produtor rural precisa tomar durante a safra. 

O AgroclimaPRO é um serviço de tecnologia da Climatempo que utiliza o conhecimento meteorológico. Com ele você pode acessar o histórico de dados de Clima para sua fazenda e pode detectar áreas com menor vigor vegetativo. Além disso, você fica sabendo como será a demanda hídrica da sua lavoura nos próximos 15 dias e ainda consegue identificar os melhores dias e horários para realizar as pulverizações. 

Faça parte da maior comunidade AGRO! O canal oficial da Climatempo no Telegram fornece conteúdos diários e exclusivos sobre o Clima e previsão para a agricultura. Quero fazer parte!

Climatempo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade