3 eventos ao vivo

Acre registra temperatura abaixo dos 6°C

Sul do Amazonas registra menos de 10°C. Friagem no Acre foi uma das mais intensas em pelo menos 26 anos.

5 ago 2019
18h13
  • separator
  • 1
  • comentários

A forte massa de ar frio de origem polar que entrou no Brasil no primeiro fim de semana de agosto de 2019 provocou uma das friagens mais intensas na Região Norte em quase 20 anos. A temperatura ficou abaixo dos 10°C no sul do Amazonas e no Acre. O frio foi recorde em Rio Branco e em Porto Velho na madrugada de 5 de agosto, pelo segundo dia consecutivo

Este ar polar intenso já está se afastando da Região Norte e a tendência é de grande elevação da temperatura no decorrer da semana. Mesmo assim, a madrugada  desta terça-feira,  6 de agosto, ainda será fria, com temperatura abaixo dos 15°C. Mas a tarde é muito quente e seca, com calor acima dos 30°C.

O que é friagem?

Friagem é o nome que se dá para a queda da temperatura em áreas da Região Norte, em particular no Acre, Rondônia e sul do Amazonas, provocada especificamente pela passagem de ar frio de origem polar. Não é a queda da temperatura por causa do tempo chuvoso, por exemplo, muito comum durante o verão. 

A friagem ocorre em geral nos meses de outono e inverno e pode variar bastante de intensidade e de abrangência. 

Somente algumas poucas frentes frias conseguem provocar o fenômeno da friagem na Região Norte. A maioria das massas de ar frio de origem polar fazem um trajetória sobre a América do Sul que não passa pelo norte da Bolívia, Acre, Rondônia e sul do Amazonas, como ocorreu neste início de agosto e também no início de julho de 2019. 

Foto: Climatempo

Foto de Marcos Vinicius Amorim, Cacoal (RO)

Menos de 6°C no Acre

O Acre, Rondônia e o centro-sul do Amazonas sentiram a presença do ar frio de origem polar com muita força nos últimos dois dias. Mas nesta segunda-feira, 5 de agosto, o frio foi mais intenso. A temperatura ficou abaixo dos 10°C no sul Amazonas e fez menos de 6°C no Acre. 

O Instituto Nacional de Meteorologia registrou 9,6°C em Boca do Acre, no sul do Amazonas na madrugada de 5 de agosto. Em Lábrea, a temperatura mínima foi de 11,9°C e foi a temperatura mais baixa nesta cidade desde 19 de julho de 2017 quando a mínima também foi de 11,9°C. A região de Eirunepé registrou 12,6°C.

No Acre, o INMET registrou 5,8°C em Epitaciolândia, 6,0°C no Parque Estadual Chandless em 9,5°C em Feijó. Estas medidas foram feitas por estações meteorológicas automáticas que têm poucos anos de funcionamento. Mas a estação meteorológica de Tarauacá, que funciona desde 1966, registrou 11,4°C nesta segunda-feira e esta foi a temperatura mais baixa por lá pelo menos desde 1993, portanto em 26 anos. Não é possível fazer uma análise mais antiga, pois o banco de dados público do INMET tem falha de dados em anos anteriores a 1993. A última vez que a temperatura baixou para o dígito de 11°C foi em julho inverno de 2010.

Em Rondônia, o INMET registrou 12,0°C em Cacoal e 12,3°C e Ariquemes.

Climatempo
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade