PUBLICIDADE

Saúde fecha seguro para cobrir efeitos de vacina da Pfizer

Ministério fechou seguro no valor de 4,4 milhões de reais para cobrir a responsabilidade civil por eventuais eventos adversos

23 abr 2021 20h38
| atualizado às 20h55
ver comentários
Publicidade

O Ministério da Saúde fechou a contratação de um seguro privado internacional no valor de 4,4 milhões de reais com o objetivo de cobrir a responsabilidade civil por eventuais eventos adversos da vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer.

Um frasco da vacina da doença coronavírus Pfizer-BioNTech (COVID-19)
Um frasco da vacina da doença coronavírus Pfizer-BioNTech (COVID-19)
Foto: Cagla Gurdogan//File Photo / Reuters

O endosso da contratação do seguro internacional com a Newline Underwriting Management Limited, por meio do Lloyds Broker The Underwriting Exchange Limited, foi publicado nesta sexta-feira em edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

No mês passado, o governo federal informou que previa investir 5,63 bilhões de reais na compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19.

A vacina da Pfizer, que já tem o aval da Anvisa, será o terceiro imunizante a ser usado em solo brasileiro contra covid-19 – ao lado da CoronaVac e da AstraZeneca. O governo deverá receber o primeiro lote de 1 milhão de doses da Pfizer na próxima semana.

O governo tem sido alvo de críticas diante da lentidão no avanço da imunização no país.

Veja também:

CPI da Covid põe militares no foco das investigações:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade