PUBLICIDADE

Por sabatina de Mendonça, Pacheco vai falar com Alcolumbre

A indicação de Jair Bolsonaro para vaga aberta no Supremo Tribunal Federal está parada na CCJ

16 set 2021 11h52
| atualizado às 12h12
ver comentários
Publicidade
Rodrigo Pacheco
Rodrigo Pacheco
Foto: Roque de Sá / Agência Senado

Pressionado por aliados do presidente da República, Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vai procurar o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), para encaminhar a indicação de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A indicação está parada na CCJ e Alcolumbre resiste a marcar a sabatina.

Em entrevista a jornalistas no Senado, Pacheco afirmou que "podem ser muitas" as razões para o impasse, desde a exigência de presença física de parlamentares em Brasília até a complexidade de uma indicação ao STF.

Nos bastidores, os ataques do presidente Jair Bolsonaro ao STF, o impasse na articulação política com o Senado e as resistências de Alcolumbre ao nome de Mendonça são apontados como obstáculos para o escolhido de Bolsonaro.

"Sempre faremos a opção pelo caminho do consenso para resolver essa questão", disse Pacheco ao anunciar que conversará com Alcolumbre.

Estadão
Publicidade
Publicidade