0

PF prende blogueiro bolsonarista por atos antidemocráticos

A Polícia Federal prendeu Oswaldo Eustáquio em Campo Grande/MS. Ele é acusado de participar da organização de atos antidemocráticos

26 jun 2020
14h24
atualizado às 14h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
PF prende blogueiro bolsonarista em inquérito dos atos antidemocráticos
PF prende blogueiro bolsonarista em inquérito dos atos antidemocráticos
Foto: Dida Sampaio / Estadão Conteúdo

A Polícia Federal prendeu o blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio nesta sexta-feira (26) em Campo Grande/MS na investigação referente à organização e ao financiamento de atos antidemocráticos, informaram duas fontes com conhecimento do assunto à Reuters.

Segundo uma das fontes, Eustáquio foi detido em um quarto de hotel na capital do Mato Grosso do Sul e havia o risco de que ele pudesse fugir do país. A PF cumpriu o mandado de prisão expedido na véspera pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas redes sociais, Eustáquio faz uma defesa contundente de Sara Giromini, conhecida como Sara Winter e líder do grupo 300 do Brasil, que ficou presa por 10 dias e recentemente foi solta por ordem de Moraes, mas tendo de usar tornozeleira.

O próprio blogueiro e Sara Winter confirmaram a detenção no início da tarde pelo Twitter.

"O JORNALISTA OSWALDO EUSTÁQUIO ACABA DE SER PRESO ARBITRARIAMENTE! É O 8º PRESO POLÍTICO DO BRASIL!", postaram os dois, em mensagens idênticas.

Em sua penúltima postagem no Twitter, o blogueiro --que se intitula jornalista investigativo-- menciona o Paraguai. "Nosso núcleo de jornalismo investigativo está no Paraguai e descobriu o segredo do sucesso do país vizinho no combate ao coronavírus e a incrível marca de apenas 13 mortes, contra 54 mil no Brasil. A receita é simples: comércio aberto e combate à desinformação da mídia", disse.

 

Veja também:

Bolsonaro já admitiu que Wassef era seu advogado
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade