0

PF mira primeira-dama do Piauí por desvios na Educação

Agentes cumpriram 12 mandados de buscas em endereços ligados à deputada Rejane Dias por superfaturamento no setor de transporte escolar

27 jul 2020
10h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Agentes da Polícia Federal realizaram, na manhã desta segunda-feira, 27, buscas na residência do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e de sua esposa, ex-secretária estadual de educação e deputada federal, Rejane Dias (PT). A ação faz parte da terceira etapa da Operação Topique, que investiga o envolvimento da primeira-dama em supostos desvios de recursos da Educação do Estado através de pagamentos superfaturados em contratos de transporte escolar.

Deputada Rejane Dias é suspeita em esquema de desvio de verba no setor de transporte escolar
Deputada Rejane Dias é suspeita em esquema de desvio de verba no setor de transporte escolar
Foto: Facebook / Reprodução

A Justiça Federal concedeu a permissão para 12 mandados de busca e apreensão em Teresina e Brasília em locais relacionados ao governador e a deputada, como a casa do casal, de um irmão da parlamentar, o gabinete da deputada e a Secretaria de Educação do Piauí.

Além disso, uma medida cautelar da Controladoria-Geral da União (CGU) pede suspensão do exercício de função pública de três agentes públicos estaduais. A operação é feita em conjunto pela CGU e o Ministério Público Federal.

Segundo a PF, entre 2015 e 2016, servidores da Seduc teriam se juntado a empresários do setor de locação de veículos e desviado, no mínimo, R$ 50 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

Nesta etapa, a investigação apura supostos desvios em contratos na prestação do serviço de transporte escolar que resultariam em R$ 96,5 milhões, celebrados entre 2019 e 2020 - mesmo depois das primeiras fases da Operação Topique terem sido iniciadas. 

Em nota, a Seduc afirma que “está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública”.

Já a deputada Rejane Dias informou, em comunicado, que “recebe com tranquilidade os desdobramentos da Operação” e “está à disposição para esclarecimentos”.

“Durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, a parlamentar sempre se portou em observância às Leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses”, diz a nota.

 

Veja também:

Cientistas brasileiros criam soro com anticorpos de cavalo capaz de neutralizar coronavírus
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade