0

Ministro Cid Gomes é internado e adia depoimento na Câmara

Ministro foi convocado depois de ter dito que há 300 ou 400 deputados "achacadores" na Casa

11 mar 2015
11h13
atualizado às 11h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), foi internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e adiou o depoimento que prestaria nesta quarta-feira na Câmara dos Deputados. A comunicação ao presidente da Casa, Eduardo Cunha, foi feita pelo ministro interino da pasta, Luiz Cláudio Costa.

<p>O novo ministro da Educação, Cid Gomes, pediu adiamento do depoimento</p>
O novo ministro da Educação, Cid Gomes, pediu adiamento do depoimento
Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

No ofício encaminhado a Cunha na terça-feira, Costa avisa que Cid Gomes “foi acometido de doença que provocou sua internação”, sem definição de alta médica. Dessa forma, pede um agendamento de nova data para seu depoimento após a liberação. Segundo a assessoria do ministro, Cid foi diagnosticado com uma traqueobronquite aguda.

O político cearense era obrigado a comparecer em depoimento nesta quarta-feira. A Câmara dos Deputados aprovou na semana passada sua convocação, depois de o ministro ter dito, em um evento na Universidade Federal do Pará, que havia 300 ou 400 deputados federais “achacadores”. Para Cid, esses parlamentares apostam no “quanto pior, melhor” e na fragilidade do governo, para se aproveitarem.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade