PUBLICIDADE

Franco: atraso no desenvolvimento da CoronaVac não permitiu antecipar vacinação

9 jun 2021 15h33
ver comentários
Publicidade

O ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco afirmou que a vacinação contra a covid-19 não começou mais cedo no País por atrasos do Instituto Butantan no pedido para uso à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para o ex-secretário, o atraso no desenvolvimento da Coronavac impediu que a vacinação contra a covid-19 fosse antecipada no País.

À época, o presidente Jair Bolsonaro criticou diversas vezes o imunizante e reforçou que "a vacina chinesa de João Doria" não seria comprada pelo governo federal. "Nós não tínhamos interesse na vacina chinesa. Tínhamos interesse na vacina a ser produzida pelo Instituto Butantan", justificou Franco. "Nós não poderíamos apoiar o desenvolvimento da vacina do Butantan porque ela estava sendo desenvolvida pela Sinovac na China. O Butantan não estava desenvolvendo, estava apenas conduzindo os estudos clínicos de fase 3 para depois colocar na linha de produção", completou.

Estadão
Publicidade
Publicidade