PUBLICIDADE

Desembargadora Marisa Santos é eleita presidente do TRF-3

2 dez 2021 11h23
ver comentários
Publicidade

O Plenário do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), em São Paulo, elegeu a desembargadora federal Marisa Santos para presidir a Corte no biênio 2022-2024. Com jurisdição em São Paulo e Mato Grosso do Sul, o TRF-3 é o maior tribunal regional federal do País. A votação eletrônica foi realizada em dois turnos nesta quarta-feira, 1º. Na primeira etapa, a desembargadora obteve 17 votos; o desembargador federal Baptista Pereira, 13; e o desembargador federal Nery Júnior, 9. No turno decisivo, entre os dois mais votados, a magistrada foi eleita com 22 votos contra 16 de Baptista Pereira. Houve, ainda, um voto em branco.

Natural de São Paulo, Marisa é magistrada desde 1988. Em 2002, foi promovida ao TRF-3 e, desde o ano passado, ocupa o cargo de corregedora-regional. A presidente eleita agradeceu ao colegiado e pediu a colaboração dos magistrados. "Ninguém faz nada sozinho. Vamos ouvir todos os colegas, inclusive do primeiro grau, e nossos servidores, que estão na linha de frente" declarou.

Ela também adiantou que planeja continuar o projeto de modernização da Corte. "Pretendo que o Tribunal continue sendo vanguardista, buscando novas soluções inovadoras e ocupando um lugar de destaque no uso de tecnologias de ponta", acrescentou.

Os desembargadores federais Antonio Cedenho e Luiz Stefanini foram efeitos para os cargos de vice-presidente e corregedor-regional da Justiça Federal da 3ª Região, respectivamente.

A presidente representa o TRF-3 perante outros tribunais, Poderes e autoridades; dirige os trabalhos da Corte, presidindo as sessões plenárias; convoca as sessões extraordinárias do Plenário; submete questões de ordem ao Tribunal; assina as cartas rogatórias; cria comissões permanentes ou temporárias, designando seus membros; e decide os pedidos de suspensão da execução de medida liminar ou de sentença, em mandado de segurança, entre outras atribuições.

Além disso, integra, junto aos presidentes dos outros TRFs e ministros do STJ, o Conselho da Justiça Federal, responsável pela supervisão administrativa e orçamentária da Justiça Federal. No conselho, participa das sessões mensais e extraordinárias do colegiado.

Estadão
Publicidade
Publicidade