PUBLICIDADE

Política

Bolsonaro insiste em Nobel para Guedes, mas não confirma ministro em eventual segundo mandato

Candidato à reeleição defendeu ainda que o País 'está sendo um exemplo para o mundo' quando se fala de economia

7 out 2022 - 11h56
(atualizado às 12h36)
Compartilhar
Exibir comentários
O presidente Jair Bolsonaro (PL)
O presidente Jair Bolsonaro (PL)
Foto: Futura Press

O presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) voltou a defender uma possível indicação do ministro Paulo Guedes ao Prêmio Nobel de Economia. A declaração foi dada após ele ser questionado sobre uma virada sobre seu adversário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no segundo turno marcado para o dia 30 de outubro de 2022.

"Vamos mostrar o que fizemos. Estamos recuperando os empregos, reduzimos o preço da gasolina e atendemos os mais humildes com o Auxílio Brasil. O País vai para o terceiro mês seguido de deflação. O Brasil está sendo um exemplo para o mundo. O Paulo Guedes merece um Prêmio Nobel na economia", disse Bolsonaro em entrevista à revista Veja.

Na última quarta-feira, 5, em coletiva de imprensa, o presidente já havia defendido a premiação do seu ministro da Economia. "Um homem que age dessa maneira é uma bênção de Deus. Durante momentos difíceis, teve gente que criticou muito o Paulo Guedes. Alguns queriam que eu trocasse de ministro. Eu falei 'jamais vou trocar de paraquedas depois de sair do avião'. Então, o Paulo Guedes merece respeito da nossa parte, consideração, merece um Prêmio Nobel de Economia. Assim como Roberto Campos [Neto, presidente do Banco Central], tem recebido elogios no mundo todo", disse Bolsonaro.

Questionado sobre a permanência de Guedes em um possível segundo mandato, o chefe do Executivo desconversou e reafirmou que o ministro "foi um exemplo de gestão no momento mais difícil da história do Brasil". "[Guedes] tomou medidas fantásticas. Costumo dizer que a grande vacina para a economia foi em 2019, com a lei da liberdade econômica", respondeu o candidato à reeleição pelo PL.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade