0

vc repórter: guarda mata dois bandidos durante assalto em SP

Segundo a Polícia Civil de São Roque, o agente reagiu aos disparos de um dos assaltantes e as testemunhas confirmaram que o agente atirou em legítima defesa

3 jul 2014
14h03
atualizado às 14h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Um guarda municipal de 38 anos matou dois homens em São Roque, no interior de São Paulo, na noite da última quarta-feira. Durante uma tentativa de assalto a uma lanchonete, houve troca de tiros e um dos bandidos morreu no local. O outro chegou a ser encaminhado à Santa Casa de São Roque, mas não resistiu aos ferimentos.

Siga o vc repórter no Twitter

De acordo com a Polícia Civil do município, o caso aconteceu por volta das 23h40, no número 2 da avenida Jaboticabal, no bairro Jardim Marieta. A autoridade policial relatou que Luiz Carlos da Silva, 26 anos, e Robson Takeo Omachi, 22 anos, entraram no estabelecimento, onde o guarda já estava, e anunciaram o assalto. A dupla rendeu as pessoas que estavam presentes e mandou que as vítimas abaixassem a cabeça e se ajoelhassem no chão.

Segundo a polícia, o guarda, temendo que os bandidos o identificassem, ou que percebessem que ele estava armado, preferiu anunciar que era policial e pediu que os dois se entregassem. Luiz, ao ver o agente com uma arma na mão, reagiu atirando, porém, sem acertá-lo O guarda revidou com disparos, atingindo os assaltantes com dois tiros em cada.

Luiz teve o rosto e o tórax atingidos e morreu no local. Robson foi encaminhado à Santa Casa de São Roque. A Guarda Municipal afirmou que o jovem morreu horas depois, durante a madrugada, devido à gravidade dos ferimentos a bala no peito e na perna.

O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de São Roque. A Polícia Civil informou que a investigação está em andamento, mas adiantou que, conforme o que já foi averiguado, possivelmente, trata-se de um caso de legítima defesa. De acordo com a autoridade policial, testemunhas confirmaram essa versão. As armas dos assaltantes e do guarda foram apreendidas para perícia. A polícia também investiga se houve participação da dupla em outros assaltos na região. Segundo o registro, Luiz já havia sido preso anteriormente por roubo, mas Robson não tem nenhuma passagem pela polícia.

A Guarda Civil afirmou que o agente, cujo nome foi preservado pelas autoridades por motivo de segurança, ficará afastado de suas atividades por um tempo e passará por atendimento psicológico.

O leitor Marcelo Roque, de São Roque (SP), participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

Veja também:

Homem que sofreu grave acidente de trânsito morre no Hospital Universitário
vc repórter
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade