0

Juíza determina quebra de sigilo de agressor de Bolsonaro

Adélio de Oliveira já está preso em um presídio federal na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul

8 set 2018
21h47
  • separator
  • comentários

A Polícia Federal poderá rastrear ligações, mensagens e contatos feitos por Adélio Bispo de Oliveira antes de esfaquear o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, durante campanha em Juiz de Fora na última quinta-feira (6).

A autorização da quebra do sigilo telefônico do agressor foi dada neste sábado (8) pela juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora. Ontem (7) a juíza converteu a prisão em flagrante de Adélio em prisão preventiva, sem prazo determinado.

Adélio Bispo de Oliveira foi indiciado com base no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional e transferido para o presídio federal no MT
Adélio Bispo de Oliveira foi indiciado com base no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional e transferido para o presídio federal no MT
Foto: Reuters / BBC News Brasil

Adélio já está preso em um presídio federal na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Ele foi transferido hoje pela Polícia Federal. Para a Patrícia de Carvalho, solto, ele representa risco à sociedade e à ordem pública.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • comentários
publicidade